Foto: Thiago Del Rey

O terminal de passageiros do Aeroporto de Salvador, administrado pela Vinci Airports,  começou a ganhar cara nova, com a entrega da primeira fase da readequação da área de check-in das companhias aéreas. O layout em linha substituirá as ilhas de atendimento, ampliando o espaço disponível para circulação de passageiros.

A obra está dividida em fases, a fim de reduzir impactos nas operações. A primeira contempla a substituição da ilha 1 por 18 balcões lineares, sendo 8 já ocupados pela AZUL e mais 10 a serem entregues no dia 15 de setembro para operação da GOL – mais duas ilhas serão substituídas ainda em 2018, antes da alta estação.

A previsão é de que, até maio de 2019, todas as empresas concluam a migração para os 52 balcões dispostos em linha

Além da alteração do layout, será implantado também no primeiro semestre de 2019, 30 totens de autoatendimento unificado e um novo sistema de check-in para uso compartilhado pelas companhias aéreas. As mudanças darão mais agilidade ao processo e possibilitarão a ampliação do atendimento sem a necessidade de acréscimo de equipamentos.

Outra novidade prevista para o próximo ano é a adoção de sistema automatizado de transporte, inspeção e manuseio de bagagens, adequado ao mais alto nível exigido pelas agências reguladoras europeia e americana.

A nova tecnologia aumentará a rastreabilidade e a segurança para passageiros e companhias aéreas, por meio da disponibilização de leitores de bagagens de 360º e tomógrafo para inspeção em 3D.

“A reformulação dos check-ins, somada às demais melhorias previstas na primeira fase das obras de modernização e ampliação, tornará o nosso Aeroporto mais funcional e confortável. Assim, buscamos enriquecer a experiência dos passageiros e usuários que passam por aqui.”, destaca o diretor-presidente do Aeroporto de Salvador, Julio Ribas.

As mudanças fazem parte do cronograma de obras previsto no contrato de concessão do Aeroporto em que a VINCI Airports assumiu a gestão das operações no terminal. As obras estão divididas em duas fases (1B e 1C), nos próximos quatro anos.

A primeira foi iniciada em abril de 2018 e tem previsão de conclusão em outubro de 2019. A segunda tem conclusão prevista para outubro de 2021.

Esta primeira fase envolve ampliação e modernização do terminal de passageiros existente, mudanças no embarque e desembarque, modernização de banheiros e fraldários, melhorias na sinalização, instalação de novos sistemas de ar condicionado e ventilação, adequação na infraestrutura na área das aeronaves, entre outras melhorias.

Publicidade