Cresce a procura por aeronaves executivas na região Nordeste

1856

Nos últimos anos, o Brasil tem vivido um crescimento significativo da aviação executiva, tanto que já figura como o segundo país do mundo em número de aeronaves com este perfil, atrás apenas dos Estados Unidos. Recentemente, no entanto, o volume de compra de aeronaves vem crescendo em outras partes do país, em especial na região Nordeste, a exemplo dos Estados do Ceará, Pernambuco e Bahia.

“O movimento é resultado direto do desenvolvimento econômico que estas regiões estão vivendo e, claro, incentivado diretamente pela dificuldade de se locomover com aviação comercial naquela área, onde a necessidade também compreende a cobertura da região Norte, disse Cássio Polli, diretor da Aerie Aviação Executiva, uma empresa brasileira especializada na compra, venda e importação de aeronaves executivas novas e usadas.

Segundo ele, com os preços das aeronaves executivas seminovas e usadas, ainda em baixa em função da crise mundial, economia brasileira aquecida, câmbio favorável (com Real valorizado) e facilidade de crédito, o número de brasileiros comprando aeronaves executivas tem crescido significativamente.

A demanda tem crescido porque aeronaves executivas são capazes de impulsionar negócios em regiões com baixa frequência de voos comerciais, pouca alternativa de horários e destinos, falta de boas estradas, na visão de Polli, uma vez que oferecem mobilidade e tempo aos executivos. Muitos empresários brasileiros, especialmente por conta dos preços atraentes e da grande oferta, recorrem ao mercado americano na hora de comprar uma aeronave, principalmente usada.

Mas o aquecimento do mercado de aeronaves executivas também traz um problema, os falsos corretores ou intermediários despreparados. “Gente que desconhece os aspectos legais, técnicos e documentais relacionados à compra e nacionalização de uma aeronave, pesquisam via internet e depois não oferecem as garantias e proteções necessárias ao negócio e ao cliente”, explica. Por essa razão, tem dedicado especial atenção aos clientes da região nordeste.

Nos sete anos de atividade, a Aerie Aviação Executiva já intermediou mais de 60 operações de compra, venda e importação de aeronaves, com 100% de sucesso, movimentando mais de US$ 100 milhões em negócios diretos.

Publicidade