Demanda de tráfego aéreo no Brasil cresce 10,5%

411

Foto: Enos Moura Filho

 

A demanda mundial de tráfego aéreo de passageiros cresceu 5,7% em janeiro, enquanto o tráfego de mercadorias sofreu uma queda de 8%, em comparação com o mesmo mês do ano passado, informou nesta quarta-feira a Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata).

Por regiões, as companhias aéreas da América Latina continuaram com uma atividade ‘robusta’, com um aumento do tráfego aéreo de 7,9% e de 7,4% na capacidade, o que levou a taxa de ocupação dos aviões de 79,9%.

No Brasil, a demanda subiu 10,5%, a capacidade aumentou 14,8%, mas a ocupação caiu 2,9 pontos até 74,9%, segundo os dados divulgados pela Iata. “O ano começou com notícias esperançosas com relação a uma melhora da confiança dos agentes econômicos.

Parece que o mercado de carga se estabilizou, embora em níveis fracos, o que tem um impacto positivo nas viagens de negócios”, disse o organismo. No entanto, a associação advertiu que as companhias aéreas afrontam dois riscos grandes: a alta do preço do petróleo e a crise da dívida soberana na Europa, de acordo com comunicado do diretor-geral da Iata, Tony Tyler.

Ele explicou que a celebração do ano novo chinês em janeiro, ao invés de fevereiro como foi em 2011, “exagerou tanto o aumento da demanda de passageiros, como na queda das cargas”.

Como consequência do ano novo chinês, a demanda de voos internos na China saltou 16,8%, enquanto a capacidade aumentou 14,3%, e a taxa de ocupação superou o recorde e alcançou 80,8%. O mercado chinês representa mais de 21% do total mundial de voos domésticos.

Fuente: http://veja.abril.com.br

Publicidade