Embraer e Conviasa fecham acordo para até 20 jatos E190

614

A Embraer anunciou hoje um acordo com a empresa aérea Conviasa, da Venezuela, para a venda seis jatos EMBRAER 190. O acordo inclui ainda 14 opções de compra para o mesmo modelo de aeronave. O valor total do negócio, referido a preço de lista, é de USD 271,2 milhões, com base nas condições econômicas de janeiro de 2012, e pode chegar a USD 904 milhões caso todas as opções de compra sejam confirmadas. As primeiras entregas estão programadas para ocorrer até o final de 2012.

“É uma satisfação receber este pedido da Conviasa, décimo primeiro cliente da família de E-Jets na região da América Latina e do Caribe, um mercado que crescerá, em média, 7% ao ano, nos próximos vinte anos”, disse Paulo Cesar de Souza e Silva, Presidente da Embraer, Aviação Comercial. “Temos certeza que o E190 terá um papel importante no aumento da qualidade e da eficiência do transporte aéreo na Venezuela.”

“Consideramos que o jato E190 vai ser fundamental no processo de renovação da frota da Conviasa”, disse César Martínez Ruiz, Presidente da Conviasa. “Estes aviões nos permitirão aumentar a conectividade tanto nas rotas domésticas quanto internacionais.”

O negócio fortalece a posição de líder absoluta de mercado da Embraer na América Latina e Caribe, onde detém 75% do mercado de aviação comercial no segmento de jatos até 120 assentos, comparado a uma média no mundo de 43%.

Os novos E190 da Conviasa serão confortavelmente configurados com 104 assentos em classe única. Atualmente, a empresa atende 14 destinos nacionais e nove internacionais.

Publicidade