JadLog inaugura mais 12 franquias em 2010

1188

A JadLog realiza em 2010 mais uma grande expansão de franquias pelo País, com o objetivo de alcançar cerca de 500 unidades até dezembro, garantindo ainda mais a capilaridade da rede e a presença em território nacional.

Já instalada em todas as capitais, Distrito Federal e nas demais cidades brasileiras mais importantes sob o aspecto econômico, a JadLog reforça neste ano sua maciça rede de franquias em municípios menores e mais afastados dos grandes centros. Até o último dia 10 de junho mais de 12 franquias foram inauguradas nesses moldes, com destaque para as unidades de Viamão (RS), Três Corações (MG), Curvelo (MG), Piraí (RJ), Pato Branco (PR), Indaial (SC), Caruaru (PE), Cambé (PR) e João Molevade (MG), entre outras.

“Estamos ampliando cada vez mais nossa presença no País, a fim de aperfeiçoar nossas operações e oferecer aos nossos clientes cada vez mais eficiência e prazos, tanto nas entregas e coletas convencionais, como também na logística reversa”, observa o diretor da JadLog, Ronan Hudson.

Em 2008, a JadLog fechou o ano com 310 franquias. Esse número chegou a 400 unidades no final de 2009, e, nesse primeiro semestre, a rede deve alcançar 440 pontos de atendimento.

Muito focada no atendimento a clientes do comércio eletrônico, como B2W (Americanas, Submarino e Shoptime), Carrefour, Livraria Saraiva, Grupo Pão de Açúcar, Fnac e Máquina de Vendas (holding formada pela união da Insinuante e Ricardo Eletro), a JadLog investe nessa expansão sabendo que a ampla presença nacional de sua rede de franquias é fundamental para o atendimento a esses varejistas.

“Pela internet, as lojas entram na casa das pessoas e as compras podem ser feitas dos lugares mais distantes, de modo que os produtos precisam chegar no prazo correto ao consumidor. Desta forma, nossa intenção é incrementar ainda mais nossa capilaridade para atender cada vez melhor essas demandas”, explica Hudson.

A expansão das franquias também contribui para o atendimento da logística reversa, inclusive do e-commerce, como no caso de um consumidor que quer devolver o produto adquirido, ou para outras solicitações.

“A logística reversa é muito importante para as indústrias, o comércio, as empresas prestadoras serviços e também as entidades, e, futuramente, as exigências da sociedade e de leis ambientais e de consumidor devem incrementar ainda mais esse negócio. Assim, pretendemos aumentar nossa participação nesse segmento”, afirma o diretor da JadLog, Ronan Hudson.