Movimento no aeroporto de Foz do Iguaçu cresce 55% e bate recorde histórico

308

O Aeroporto Internacional Cataratas, de Foz do Iguaçu, registrou aumento de 55,5% no movimento de embarque e desembarque de passageiros no primeiro trimestre de 2010. É quase o dobro da média nacional, de 30%. Segundo a Infraero, o número de embarques e desembarques no terminal somou 277.616 passageiros entre os meses janeiro e março deste ano, contra 178.495 nos três primeiros meses de 2009.

O movimento do mês de março, de 95.767 passageiros, contribuiu para o aeroporto, que tem 35 anos, superar seu recorde histórico. “Já tínhamos batido nossa melhor marca em janeiro, com 95.111 passageiros, e agora, em março, batemos novamente o recorde, o que nos deixa muito animados. É recorde em cima de recorde”, afirma Joacir Araujo dos Santos, superintendente da Infraero.

O crescimento apresentado pelo aeroporto de Foz do Iguaçu só perde, em termos percentuais, para os terminais de Campinas e Navegantes, que passaram a concentrar as operações da Azul Linhas Aéreas. Foz se posiciona à frente de outros aeroportos brasileiros, semelhantes no fluxo de passageiros, como Aracaju, Maceió, São Luís e Campo Grande. E também supera, com larga margem, aeroportos internacionais com grande demanda turística, como Florianópolis, Fortaleza, Galeão, Natal e Salvador.

O superintendente da Infraero atribui o crescimento à estratégia de divulgação bem-sucedida do Destino Iguaçu no Brasil e no exterior. “Desde que o setor turístico de Foz do Iguaçu se uniu, há três anos, e lançou a campanha Foz do Iguaçu, Destino do Mundo, para melhorar a sua imagem, o movimento não para de crescer. Neste feriado de Páscoa, por exemplo, a expectativa dos hoteleiros é fechar com perto de 100% da ocupação. Ontem, quem queria passar o feriado em Foz, passando por Curitiba ou São Paulo, não encontrava assento nos aviões”, afirma.

Segundo ele, a previsão é que o movimento cresça acima de 40% no acumulado do ano, o que vai precipitar novos investimentos da Infraero na reforma e ampliação do terminal de passageiros, com ampliação das salas de embarque e desembarque e outras obras de melhoria.

No início de março, o trade turístico da cidade entregou ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ministros de Estado e autoridades aeroportuárias um documento solicitando melhorias no aeroporto. Entidades como a Secretaria Municipal de Turismo, Iguassu CVB, Comtur, Itaipu Binacional, SindHotéis, Abav, ABIH e Singtur, entre outras, subscreveram o documento.

Dentre as revindicações do trade turístico de Foz do Iguaçu, destacam-se: 1) reforma e ampliação do terminal de passageiros, no valor de R$ 35 milhões; 2) aquisição do ILS-CAT2, sigla em inglês para Sistema de Pouso por Instrumento categoria 2, que permite o pouso em uma distância igual ou superior a 400 metros; o aeroporto tem o ILS-CAT1, “muito limitado”; o valor do ILS-CAT2 é de R$ 6 milhões; 3) construção de uma nova pista de 3.450 metros de comprimento por 60 metros de largura (a atual tem 2.196 metros de comprimento por 45 metros de largura); valor: R$ 78 milhões; o relatório aponta ainda a possibilidade da expansão da atual para 3.450 metros (R$ 53 milhões) e o valor estimado para a desapropriação da área (R$ 10 milhões); 4) Flexibilização Tarifária, equiparando as tarifas internacionais às de voos domésticos; e 5) Transformação do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu em “hub” do Mercosul.

Fonte: Itaipu Binacional