Museu TAM comemora dois anos de muitas atividades desde sua reabertura

372

O Museu TAM, localizado em São Carlos (interior de São Paulo), nasceu do sonho dos irmãos Rolim e João Amaro de preservar a história da aviação. O local, inaugurado em 2006 como “Museu Asas de um Sonho”, passou por uma extensa reforma e foi reaberto em junho de 2010, com o nome “Museu TAM”. Hoje, muito mais do que expor um acervo de 80 aeronaves em seus 22 mil metros quadrados de área útil, o espaço transformou-se em uma atração cultural.

Com o objetivo de homenagear os heróis da aviação, periodicamente são organizadas mostras para relembrar importantes criadores, construtores, mecânicos e pilotos. A exposição deste mês é sobre a saga do hidroavião Savoia-Marchetti S.55 (o “Jahú”) que realizou, em 1927, a primeira travessia aérea do Atlântico Sul sem escalas, com tripulação 100% brasileira. Em meses anteriores, os visitantes puderam conhecer a história de Santos Dumont e da empresa Fokker, entre outros temas.

Mesmo para aqueles que já visitaram o local, sempre há novidades para conferir. Desde a sua reabertura, foram incorporadas mais seis aeronaves ao acervo, como o monomotor biplano De Havilland DH 82A Tiger Moth, a aeronave esportiva leve Tenco Globe Swift, o avião militar Ryan PT-22 Recruit, a réplica em tamanho real do Blériot XI, o jato Hawker Siddeley HS-125 e o ultraleve Roloff-Unger RLU-1 Breezy Pusher.

Uma das preocupações da instituição é promover atividades que possam ser aproveitadas por toda a família. Em agosto de 2011, a Esquadrilha da Fumaça fez uma apresentação inédita para quem visitava o museu. Naquele mesmo ano, no dia da Independência do Brasil, foi organizada a peça de teatro “Asas ao Vento – O feito de João Ribeiro de Barros” sobre a história do comandante do Jahú.

Além disso, para possibilitar o acesso a um público maior, desde março último, a entrada é gratuita às quartas-feiras. Desde a sua reabertura, a instituição recebeu mais de 150 mil visitas, sendo uma delas de uma personalidade internacional: Bruce Dickinson, o vocalista da banda Iron Maiden. Historiador, piloto e apaixonado por aviões, Dickinson fez questão de conhecer, durante sua turnê pelo Brasil em março de 2011, o maior museu do mundo mantido por uma companhia aérea.

“Comemoramos o aniversário de dois anos de reabertura do Museu TAM com muita satisfação. A sociedade já percebeu a importância deste espaço cultural para a preservação da história da aviação. É uma alegria notar que viramos referência até no exterior”, explica João Amaro, presidente da instituição. “Além disso, investimos para que, além de um centro de conhecimento e aprendizagem, o museu seja um espaço de lazer e entretenimento. As crianças podem se divertir no espaço TAM Kids e os adultos, nos simuladores de voos. Sempre estamos pensando em novidades para despertar nos visitantes a paixão pela aviação e, claro, mantê-la vibrante por muito tempo”.

SERVIÇO

Endereço: Rodovia SP 318, km 249 – São Carlos (SP)

Contato: (16) 3306-2020

Funcionamento: quarta-feira a domingo, das 10h às 16h (entrada autorizada até as 15h)

Coordenadas para quem quiser ir de avião: Latitude 21º52´35´´S e Longitude 047º54´12´´W

Ingressos: R$ 25, com meia entrada de R$ 12,50 para estudantes e idosos de 60 a 65 anos. Idosos a partir de 65 anos e crianças de até 6 anos não pagam. Aceitam-se cartões de crédito (American Express, Diners, Mastercard e Visa) e cartões de débito

Entrada gratuita às quartas-feiras

Estacionamento e wi-fi gratuitos