Segundo Airbus, Brasil precisará de mais de 500 novas aeronaves nos próximos 20 anos

680

A Airbus estima que as companhias aéreas brasileiras vão precisar de 510 novas aeronaves de passageiros com mais de 100 lugares até 2028 para suprir a demanda do crescimento do tráfego aéreo e também para a reposição de aeronaves. Além disso, espera-se que o crescimento do tráfego aéreo na América Latina ultrapasse a média global nos próximos 20 anos, com a liderança regional do Brasil na demanda por aeronaves.

Segundo a mais recente Previsão de Mercado Global da Airbus, a frota brasileira de aeronaves para passageiros com mais de 100 lugares deve mais que dobrar nos próximos 20 anos, aumentando de 248 aeronaves em serviço em 2008 para 592 em 2028, um crescimento de 139%. Isso representa US$ 59,4 bilhões na lista de preços atuais.

Com o intuito de satisfazer o forte crescimento na procura de viagens internacionais, a nova frota incluirá aproximadamente 365 aeronaves de corredor único, como as da Família A320 que no momento são a frota mais proeminente na região; 136 aeronaves de dois corredores como as novas A350 XWB e a Família A330/A340, sucesso mundial de vendas de aeronaves de longo alcance; além de nove aeronaves A380.

O aumento na demanda por novas aeronaves é o resultado do forte crescimento de tráfego de passageiros na região. O transporte aéreo ainda é emergente em 85% do mundo, onde a América Latina espera um aumento de 5,9% na taxa média de crescimento anual de faturamento por passageiros por quilômetro transportado (RPK) por companhia aérea entre 2009 e 2014.

“As viagens aéreas têm conseguido superar obstáculos no Brasil,” afirmou Rafael Alonso, Vice-Presidente Sênior da Airbus para América Latina e Caribe. “O tráfego aéreo no Brasil está atualmente 36% acima dos níveis atingidos no ano 2000, período no qual o tráfego de voos domésticos quase dobrou.”

Mesmo antes dos Jogos da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016, o Brasil já mostrará um tráfego aéreo maior. É historicamente comprovado que os países emergentes contam com o crescimento contínuo do turismo antes, durante e após eventos esportivos globais.

A Airbus tem vivido seu período de maior sucesso na América Latina nos últimos cinco anos, com 300 aeronaves vendidas e uma carteira de pedidos recorde de mais de 200 aeronaves a serem entregues aos seus clientes latino-americanos. Atualmente, quase 370 aeronaves Airbus voam com 22 empresas aéreas latino-americanas, representando 42% da frota em serviço.