SITA opera Comunicações de Dados (Datalink) da Aviação Civil para o DECEA

1739

O Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) anunciou que a SITA, líder global em soluções de TI e especialista em Comunicações para a indústria do Transporte aéreo, foi escolhida para modernizar toda a infraestrutura de comunicação de dados, conhecida como Datalink, que suporta as operações de voo das companhias aéreas e também alguns serviços de controle de tráfego aéreo. A decisão se deve à necessidade de modernização do gerenciamento do tráfego, que aumentará com a Copa do Mundo da FIFA de 2014 e as Olimpíadas de 2016.
 
O acordo com a SITA inclui as operações do serviço até 2030, sendo a primeira concessão da história do DECEA para uma operação considerada complexa e essencial para a aviação civil brasileira.
 
A SITA tem um longo relacionamento com o DECEA; foi a empresa quem proveu a geração pioneira de equipamentos VHF data link utilizados no país nos anos 90; forneceu os primeiros sistemas ACARS (que permite troca de mensagens entre sistemas instalados em terra e aeronaves operando no espaço aéreo brasileiro) e posteriormente implementou os primeiros serviços usando tecnologia data link, que permite ao DECEA monitorar todo o tráfego do espaço aéreo do Oceano Atlântico.

No futuro, todas as comunicações datalink de controle de tráfego aéreo usarão o protocolo padrão da ICAO (International Civil Aviation Organization) conhecido como ATN (AeronauticalTelecommunications Network). Este protocolo de comunicações foi desenhado para compartilhar os mesmos sistemas de bordo VHF data link das aeronaves, links de rádios e estações terrestres, utilizados pelo protocolo de comunicação de operação das empresas aéreas, conhecido como ACARS, o que vai minimizar os custos de investimentos das companhias aéreas. A regulação do Céu Único Europeu (Single European Sky) obrigará o uso de ATN na Europa em 2015, e o DECEA estará se preparando para sua adoção no Brasil.