Swissair (Suíça)

898

Empresa: Swissair (Suíça)

Descrição: A Swissair surgiu da fusão das empresas Ad Astra Aero e Balair em 26 de março de 1931. No dia 10 de março de 1947 a Swissair realizou um vôo entre Genebra e Buenos Aires com escalas em Casablanca, Dakar, Natal, Rio de Janeiro e Montevideo com um Douglas DC-4. Em 9 de dezembro de 1950 o vôo realizado foi entre Zurich – Casablanca, Dakar, Recife e Rio de Janeiro. Porém, o primeiro vôo regular aconteceu na linha Zurich – Genebra – Lisboa – Dakar – Recife – Rio de Janeiro – São Paulo (Congonhas) com um Douglas DC-6.

No dia 7 de abril de 1957 a linha regular para a América do Sul foi extendida de Congonhas para Montevideo e Buenos Aires e logo após, em 26 de agosto, alongada para Santiago do Chile.

E, 1974 Realizava o vôo Zurich – Geneva – Dakar – Rio de Janeiro – Viracopos – Buenos Aires duas vezes por semana e Zurich – Geneva – Dakar – Rio de Janeiro – Viracopos – Santiago de Chile uma vez por semana, ambos com DC-8. Em 4 de novembro de 1974 a empresa passou a utilizar o Douglas DC-10-30

Em 1986 a Swissair operava três vôos para o Brasil na rota Zurich – Rio – Campinas – Buenos Aires, com um Douglas DC-10-30. Sua frota estava composta por 5 Airbus A310-200, 4 Airbus A310-300, 4 Boeing 747-300, 5 Douglas DC-9-32, 7 Douglas DC-9-51, 16 Douglas DC-9-81, 7 DC-10-30 e 4 DC-10-30ER. Havia encomendas na época de 5 DC-9, 1 Boeing 747-300 e 8 Fokker 100. No ano seguinte encomendou 4 McDonnell Douglas MD-81 e 6 MD-11.

De janeiro a março do ano de 1989, alta temporada, a Swissair operou no Brasil com o Boeing 747-300. Seus DC-9-32 e 51 foram retirados de operação e a Swissair reforçou a frota com outros 6 MD-81, totalizando 22 unidades.

No dia 20 de agosto de 1991 a Swissair efetuou a troca de aeronaves nas rotas sul-americanas retirando o DC-10-30 substituindo-o pelo MD-11. Neste ano sua frota era composta por 5 Airbus A310-200, 4 Airbus A310-300, 2 Boeing 747-300, 3 Boeing 747-300 Combi, 4 DC-10-30, 4 DC-10-30ER, 8 McDonnell Douglas MD-11, 24 MD-81 e 8 Fokker 100. Houve também uma encomenda de 7 Airbus A320 e 19 Airbus A321 para entregas a partir de 1995.

Em 31 de outubro de 1993 a Swissair passou a operar Zurich – São Paulo – Buenos Aires uma vez por semana e Zurich – Rio – Buenos Aires, duas vezes por semana. Pouco tempo depois, em 1º de julho de 1994, a Swissair cancelou a escala que realizava no Aeroporto do Galeão e transferiu definitivamente seus vôos do Brasil para São Paulo.

Em janeiro de 1996 a Swissair voltou a incluir o Rio de Janeiro em seu mapa de rotas, num vôo para Zurich, via São Paulo. Neste ano sua frota estava composta por 8 Airbus A310-300, 3 Airbus A319, 12 Airbus A320, 6 Airbus A321, 2 Boeing 747-300, 3 Boeing 747-300 Combi, 1 Fokker 100, 13 MD-11 e 11 MD-81.

A Swissair realizou encomenda em 1998 para 10 Airbus A330-200, 9 Airbus A340-600 e 5 MD-11. No ano de 1999 estava operando oito vôos semanais entre o Brasil e a Suíça.

No ano 2000 sua frota estava composta por 9 Airbus A319, 20 Airbus A320, 12 Airbus A321, 13 Airbus A330-200 e 19 MD-11. A empresa deixara de operar com os Airbus A310, com o Boeing 747 e com os MD-81.

Depois de 71 anos de operações a Swissair deixou de existir em 31 de março de 2002, quando transformou-se em Swiss International Airlines, motivado pela sua fusão com a regional Crossair.

Website:

Fundação: 26/03/1931 – 31/03/2002

Controle:

Participação:

Alimentadora:

Codeshare:

Frota atual:

Palavra-chave: Swissair

Cidades:

Ano fiscal:

Reservas: