Tam deve adotar o sistema de Performance de Navegação Requerida no Santos Dumont

1749

A TAM Linhas Aéreas foi formalmente autorizada pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) a adotar o sistema de Performance de Navegação Requerida (RNP-AR, na sigla em inglês) em todas as aproximações para pouso no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. O voo de homologação operacional foi realizado pela companhia em 21 de dezembro de 2015.

Atualmente, 14 aeronaves modelo Airbus A-319 da TAM, que são responsáveis pelas operações domésticas da companhia, contam com a tecnologia de bordo para aderir ao sistema RNP-AR. Essa metodologia de navegação com base nos precisos equipamentos da aeronave se tornou possível no Santos Dumont após a certificação obtida pelo DECEA (Departamento de Controle do Espaço Aéreo) em 2012, para atender a uma antiga demanda do aeroporto, cuja operação é historicamente impactada pelas condições de clima, relevo e posição geográfica.

“Mesmo em condições meteorológicas adversas, nossas aeronaves agora vão percorrer uma trajetória mais linear e precisa de aproximação no Santos Dumont, e com melhores opções de visualização da pista. Os efeitos imediatos serão o ganho de eficiência, diminuição de voos desviados ou cancelados e a diminuição dos custos operacionais gerados por esse tipo de contingência”, afirma Harley Meneses, diretor sênior de Operações e Treinamento da TAM Linhas Aéreas. “A homologação reflete o nosso esforço e investimento, mas é uma conquista de todos os clientes, que contarão agora com muito mais regularidade, pontualidade, conforto e segurança para viajar conosco ao Rio de Janeiro”.

A TAM planeja adotar o RNP-AR em todos os pousos domésticos no Santos Dumont a partir de Janeiro de 2016. Com a tecnologia, as aproximações no aeroporto poderão acontecer com “teto” mínimo de 100 metros de altitude.

Publicidade

Comments are closed.