Turbinas Trent XWB, do Airbus A380, completam seu primeiro teste de voo

1313

O motor Rolls-Royce Trent XWB, o mais eficiente disponível no mercado de aviação civil, ganhou os céus pela primeira vez no último sábado, dia 18 de fevereiro, em Toulouse, no sul da França. Em um excitante voo de teste, o equipamento gerou energia para a aeronave Airbus A380, que antes operava com quatro motores Trent 900.

O Trent XWB é o motor mais rapidamente vendido da história, com mais de 1.100 unidades encomendadas até o momento. Entre as 34 companhias aéreas que solicitaram o equipamento está a brasileira TAM Linhas Aéreas, que fechou contrato com a Rolls-Royce, em junho do ano passado, no valor de USD 2,2 bilhões. O motor vai equipar as aeronaves Airbus A350 XWB.

José Zaidan Maluf, vice-presidente de Suprimentos e Contratos da TAM Linhas Aéreas, declarou que “essa última geração de motores Trent atende às nossas exigências de capacidade operacional, que crescem proporcionalmente ao aumento da nossa demanda de passageiros. A frota moderna e de baixa idade média que mantemos em nossas rotas domésticas e internacionais devem ter o melhor desempenho possível, e a nova opção da Rolls-Royce é capaz de incrementar ainda mais a eficiência de combustível de nossas aeronaves”, afirma o executivo.

Chris Young, Diretor do Programa Trent XWB da Rolls-Royce, comemorou o sucesso do teste. “É ótimo ver que o Trent XWB ganhou os céus pela primeira vez. O que vimos hoje é produto de muitos anos de trabalho e demonstra o progresso que foi feito em nossa jornada de entregar esta tecnologia líder mundial”, declarou Young.

Dados gravados durante uma série de testes de voo, que vai acumular cerca de 175 horas de voo e será realizada num período de sete meses, irão validar os resultados de testes no solo e apontar qual o real desempenho do motor em voo. O Trent XWB já completou com sucesso mais de 1.500 horas de testes, incluindo resistência, congelamento e altitude simulada.

O motor já havia sido testado, no solo, pela primeira vez em junho de 2010. Foi nesta ocasião que os resultados mostraram que o Trent XWB era o motor mais eficiente para aviação civil já produzido. O equipamento mostrou consumir 28% a menos de combustível do que todos os outros da linha Trent.

Publicidade