Voamos no “BOB”, da Webjet

2200

O Portal Aviação Brasil foi gentilmente convidado pela Webjet para uma degustação do novo serviço de bordo da companhia, o “BOB”, sigla de Buy-on-board, expressão inglesa para compra a bordo. Realizamos uma viagem no trecho São Paulo – Salvador – São Paulo onde pudemos conhecer, provar, e opinar sobre o serviço.

Nosso dia começou com a apresentação para o check-in às 09:00 na asa C, terminal 2 do aeroporto de Guarulhos, onde encontramos o Engenheiro Celso Costa, gerente de serviço de bordo da Webjet. No portão de embarque conhecemos Heloísa Pádua, supervisora de operações do serviço BOB, porém, esta é funcionária da LSG Sky Chefs Catering, empresa parceira da Webjet na comercialização do serviço.

O conceito de “BOB” não é novo na aviação comercial! O serviço, fora do Brasil, é amplamente utilizado em empresas low cost low fare na América do Norte e Europa. Com este conceito nada é oferecido gratuitamente na aeronave, nenhum tipo de refeição ou bebida, tudo é vendido. Por outro lado, os produtos tem um padrão superior aos que os passageiros domésticos estão acostumados a encontrar.

O Eng. Celso Costa ingressou na aviação em março de 1972 na antiga Varig, na área de engenharia de sistemas e passou por áreas como a divisão de planejamento de produção e controle nas funções de gerente de setor de sistemas operacionais, custos operacionais, entre outros. Entre 1990 e 1995 atuou como assistente da diretoria de serviço de bordo e logística operacional. Em 95 atuou como Gerente da Divisão de Conforto e Conservação de Interiores na Diretoria de Logística Operacional, onde era responsável pelas configurações internas dos aviões da Pioneira.

Pelo contato direto com área de catering, encantou-se por esse ramo e dele não saiu mais. Já na Webjet, além da área de catering, desenvolveu um projeto de padronização de interior para os Boeing 737-300 da companhia, sendo que 18 já estão padronizados internamente segundo seu projeto.

A Webjet implantou o “BOB” em 4 vôos diários em caráter experimental no final de agosto e início de setembro. Os vôos escolhidos foram os que atendiam a nova rota para Salvador, partindo de Guarulhos, o 6740, que na ida decola ás 09:50 e pousa em Salvador às 12:05, e volta como 6741, saindo às 12:35 e pousando em solo paulista às 15:20.  Além desse, o 6748, que decola de Guarulhos às 18:45 para Salvador, chegando às 21:00 e voltando como 6747, decolando às 21:30 pousando às 23:50 em Guarulhos.

O “BOB” é um serviço realizado pela Webjet em parceria com a LSG Sky Chefs e o corpo de comissários da companhia aérea, que possuem participação no lucro do serviço . A LSG Sky Chefs é a empresa de comissaria aeronáutica com maior market share no Brasil, uma das líderes de mercado no mundo. Em relação ao BOB, a LSG Sky Chefs fornece o produto e a logística de embarque e desembarque nas aeronaves. A Webjet, por sua vez, fornece os equipamentos de bordo necessários (galleys, trolleys), o “ponto de venda” – que são os vôos, e os clientes (os passageiros); já os comissários são os recursos humanos para efetivação das vendas desses produtos.

Ao fazerem o check-in os passageiros recebem, junto ao cartão de embarque, um folheto informando que aquele será um vôo com serviço “BOB”. A única observação é que o serviço a bordo só oferece opção de compra em dinheiro, pois a companhia ainda não está operando com as máquinas de cartões de débido. Então, um alerta aos passageiros, mantenha um mínimo de R$ 20,00 (Vinte Reais) no bolso, por pessoa. As opções do menu custam menos do que isso, mas você pode repetir a refeição a bordo, sendo que não há restrições quanto a isso.

Logo apos nossa decolagem rumo a Salvador é realizado o speech inicial dos comissários avisando do início do serviço de bordo, onde um dos integrantes da equipe de comissários passa distribuindo o cardápio. Este é muito bem apresentado, indicando cada opção com seus respectivos preços por meio de fotos e descritivo. Na equipe de três comissários, aquele que faz o pedido e recebe pela compra, não entrega o serviço, que é realizado pelos dois outros integrantes da equipe.

São oito tipos de snacks: sopa knorr Quick, castanha de caju, chocolate, cup cake, bala drops, chiclete, batata chips e brigadeiro de colher.  Como principal opção o menu apresenta 3 tipos de sanduíches: o Light (croissant, queijo cremoso, queijo prato, peito peru e alface crespa), o Completo (pão de leite com azeitona preta e orégano, queijo gouda, filé de frango, molho de mostarda e ervas, alface americana e maionese; e o Dia a Dia (pão de forma, queijo cremoso, queijo prato e presunto).
Para beber são 11 opções: Coca-Cola, Coca-Cola Zero, Guaraná Kuat, Guaraná Kuat Zero, Água sem gás, Cerveja (que vem acompanhada de um saquinho de 15g de castanha de caju), suco de fruta, suco de soja, café, capuccino ou chocolate. O ponto positivo dos refrigerantes e sucos de fruta é que são servidos com as latas, ou seja, paga-se exatamente pelo que se compra.

De sobremesa há um saquinho de Choco Soy Pops – flocos de arroz cobertos com chocolate de soja, uma opção saudável, pois não tem lactose, nem glúten, é isento de colesterol e de gordura trans. E realmente não perde o sabor do chocolate!

Mas o BOB também oferece 3 tipos de combos, que, por um valor menor que um combo de qualquer rede de lachonetes atende muito bem à fome de qualquer pessoa passageiro normal. São eles: o Especial ( sanduíche à escolha do passageiro + bebida não alcoólica + chocolate); o Saudável (água de coco Kero Coco + cookie de Aveia Quaker + Natuchips de mandioquinha); e o Kids (Toddynho + Cheetos + Bolinho recheado).

Segundo o Eng. Celso Costa, há estudos para se oferecer algumas opções de vinhos em rotas para o sul do país. Nestes estudos o intuíto é saber qual o impacto que essa opção teria, levando em conta que equipamentos específicos para transporte de vinho terão de ser embarcados, aumentando o peso da aeronave. Aos especialistas em vinhos, tranquilizem-se, pois o Engenheiro, nas horas vagas, é gourmet e um verdadeiro enólogo.

Como o serviço está em fase experimental, seus preços poderão ser revistos em breve, com base nos resultados obtidos nesta fase.