Cadete-Aviadora faz primeiro vôo de uma mulher na Instrução Aérea Militar da FAB

188

Este dia 9 de fevereiro de 2004 ficará registrado nas páginas da história da Academia da Força Aérea e da Força Aérea Brasileira.

Em ensolarada manhã, às 7h45, nas asas do T-25 Universal 1832, a Cadete Camila Bolzan deu início à aula do Segundo Esquadrão de Instrução Aérea (2º EIA), acompanhada do Comandante daquele Esquadrão, o Maj.-Av. Rubens Fernandes de Martins, alçando o vôo pioneiro de uma mulher na Instrução Aérea Militar da FAB.

Ganhando o azul do céu, a mulher brasileira revela sua plena capacidade de conquistar espaços profissionais trilhados, até então, somente pelos homens. O fato também distingue a versatilidade da Força em enfrentar os muitos desafios que lhe são impostos.

No decorrer dos dias 9 e 10 de fevereiro, suas 18 companheiras de Esquadrão experimentarão a emoção de estarem, pela primeira vez, no comando de uma aeronave militar.

Assim como para os homens, o treinamento das aviadoras vai se estender ao longo dos anos de formação acadêmica, perfazendo um total de 66 horas de vôo de instrução básica, realizada em aeronave T-25 Universal, e de 101 horas do vôo de instrução avançada, a ser cumprida em aeronave T-27 Tucano, exigindo delas empenho, abnegação e, sobretudo, amor à profissão.

Ao término da missão, já no solo do “Ninho das Águias”, a Cadete Camila foi recepcionada pelo Comandante da Academia da Força Aérea, Brig.-do-Ar Marco Aurélio Gonçalves Mendes, recebendo os cumprimentos pelo término de seu primeiro vôo de instrução aérea e incentivos para a consecução de seu sublime ideal.

FONTE: FAB – Fernando Valduga – Porto Alegre/RS