UPS registra ganhas expressivos no 1º trimestre

76

A UPS reportou hoje ganhos por ação diluída de US$ 0,89, um aumento de 14,1% em relação ao ano anterior. Os resultados foram incrementados por um aumento de 9% no volume global de pequenos pacotes ou 1,24 milhões de pacotes por dia, superando o crescimento do mercado mundial.

Resultados consolidados no período incluem:

· O faturamento cresceu 16,5%, para US$ 11,5 bilhões.
· O lucro operacional aumentou 12,3%, para US$ 1,6 bilhão.
· A renda líquida subiu 10,5%, para US$ 975 milhões.
· O fluxo livre de caixa aumentou para US$ 1,9 bilhão.

Fundamentos sólidos geraram um fluxo de caixa saudável. O caixa livre foi usado para comprar de volta mais de 11 milhões de ações dentro de um programa de recompra. Os dividendos aumentaram 15% e ficaram 81% acima dos últimos três anos.

“Este foi um trimestre de crescimento excepcional que resultou em retornos expressivos e um fluxo de caixa excelente”, declara o Chairman e CEO da UPS, Mike Eskew. “Para direcionar os resultados futuros, continuaremos investindo em nossa rede, tecnologia e produtos para agregar ainda mais valor para os clientes”, completa o executivo.

Os destaques por segmento no primeiro trimestre foram:

Pacotes nos EUA

· O faturamento cresceu 9,6%, para US$ 7,5 bilhões.
· O lucro operacional subiu 15,3%, para US$ 1,19 bilhão.
· A margem operacional aumentou 80 pontos base, para 15,9%.
· O volume cresceu 6,8% no total, ou 848.000 pacotes por dia.

Os ganhos de faturamento resultaram de um robusto crescimento de todos os produtos combinados com uma firme precificação. O crescimento dos produtos foi alavancado pelo aumento de 9,3% no volume do Next Day Air® e de 10,8% no volume aéreo adiado. O volume médio diário terrestre subiu 6,2%, ou quase 650.000 pacotes por dia.

Durante o trimestre, a UPS acelerou a velocidade da sua rede terrestre nos Estados Unidos, aprimorou os seus produtos 2nd Day Air A.M.® e lançou um treinamento extensivo de suas equipes de vendas para o portfolio de carga.

Pacotes Internacionais

· O faturamento aumentou 17,3%, para US$ 2,16 bilhões.
· O lucro operacional cresceu 13,5%, para US$ 395 milhões.
· A margem operacional continuou expressiva, em 18,3%.
· O volume subiu 29,1%, para 1,7 milhões de pacotes diários.

O volume de exportações foi excelente, com um aumento de 16,3%, refletindo o expressivo desempenho em todas as maiores regiões do mundo. O volume doméstico fora dos Estados Unidos subiu 38,3%, ajudado pelas aquisições.

Recentemente, a UPS adicionou importantes vôos internacionais de ida e volta na China e expandiu as operações naquele país. A companhia também melhorou o serviço Trade Direct entre os Estados Unidos, o Canadá e a Europa; e estendeu o seu sistema múltiplo de envio baseado na Web, UPS CampusShip™, para mais 18 países e territórios.

Cadeia de Suprimentos e Frete

· O faturamento cresceu 53,9%, para US$ 1,9 bilhão, principalmente por suas aquisições.
· O lucro operacional diminuiu US$ 34 milhões.

O lucro operacional com liberação de carga e logística foi impactado pelo aumento das despesas e perda de faturamento com a integração da antiga unidade Menlo Worldwide Forwarding. No entanto, estes resultados foram por um lado compensados pelo sólido faturamento com “carga solta” (LTL) e pelo crescimento das remessas das operações terrestres.

Panorama

“Nenhuma companhia nesta indústria está em melhor posição para capitalizar as oportunidades de crescimento que identificamos no mundo todo”, declara o CFO Scott Davis. Como resultado, a UPS projeta ganhos diluídos por ação de US$ 0,97 a US$ 1,01 no segundo trimestre, comparado aos US$ 0,88 registrados no mesmo período do ano anterior. “Estamos reafirmando as nossas previsões para todo o ano de 2006”, completa Davis. “A UPS continua prevendo um aumento nos ganhos diluídos por ação de 11% a 16%, consistente com o histórico de crescimento da companhia”.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP