Varig fecha acordo para liberar FGTS de demitidos e pode ganhar aviões

111

Com a frota reduzida a apenas dez aviões e participação de mercado de apenas 3,5% segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a Varig pode ganhar reforço para ajudar a recuperar mercado. Interessada em adquirir 10% da nova Varig, a Air Canada pode transferir parte da frota de Boeings usados para a companhia.

As aeronaves provavelmente serão do modelo 767-200 e virão dos 13 aviões que a Air Canada tirará de circulação até o final do ano. As negociações também envolvem a troca de lugares entre as duas companhias na lista de entregas do avião Embraer 190

Nova dona da Varig, a VarigLog entregou ao BNDES uma carta-consulta para o financiamento de 50 aeronaves da Embraer.

Atualmente, a Air Canada presta consultoria para a nova Varig para avaliar o programa de milhagem da companhia, o Smiles, e na definição da nova frota.

Também houve avanços no pagamento de indenização aos mais de 5 mil funcionários demitidos. Hoje, a Varig anunciou ter firmado um acordo com os sindicatos da aviação civil para liberar o acesso ao FGTS e ao seguro-desemprego aos ex-empregados que ainda não receberam as verbas rescisórias.

O acordo foi celebrado entre o gestor da velha Varig, Miguel Dau, e representantes dos Nacional dos Aeroviários, Nacional dos Aeronautas, dos Aeroviários de Guarulhos, dos Aeroviários de Porto Alegre e dos Aeroviários de Pernambuco.

Para que o dinheiro seja liberado, o acordo precisa ser homologado pela 63ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro.

FONTE: Clica Brasília – Redação – São Paulo/SP