Aeroporto Internacional de Curitiba (Afonso Pena)

7868
Foto: Infraero

O traçado da pista do aeroporto é o mesmo da época da 2ª Guerra Mundial, quando ele era a Base Aérea Afonso Pena. Em 1946, a aviação civil passou a operar na base com voos regionais e internacionais, sendo construída uma estação de passageiros utilizada até 1959, quando foi inaugurada nova estação de passageiros.

Em 1974, a Infraero assumiu a administração do aeroporto que está localizado a 18 km do centro da cidade de Curitiba. Desde a sua inauguração, várias melhorias foram realizadas no Aeroporto Internacional Afonso Pena. Entre elas, a ampliação do terminal, em 1977, e a inauguração do novo terminal de passageiros com 45 mil m², em 1996.

Para aumentar o nível de conforto e segurança, na última década, o terminal curitibano recebeu investimentos na ordem de R$ 350 milhões, que ampliaram sua capacidade de 6,9 milhões para 14,8 milhões de passageiros por ano.

Dentre as melhorias, destacam-se: a obra de reforma e ampliação do terminal de passageiros, que passou de 45 mil m² para 112 mil m²; a obra de reforma e ampliação do terminal de cargas, que passou de 12 mil m² para 17 mil m², com novas áreas para cargas vivas e restritas; a ampliação do pátio de manobras, que ganhou mais 10 posições para aeronaves, totalizando 26 posições e a reforma e ampliação do terminal de passageiros.

Atualmente, cerca de 170 voos operam diariamente no terminal, transportando aproximadamente 18,5 mil passageiros, número que o coloca como o 6º aeroporto mais movimentado do Brasil no ranking da Rede Infraero. Com capacidade para receber 14,8 milhões de passageiros por ano, o Afonso Pena encerrou 2017 com crescimento de 5,2% na movimentação de passageiros. Foram 6,7 milhões de embarques e desembarques realizados no terminal paranaense – 336 mil a mais que no ano anterior.

Esse incremento no fluxo de viajantes está relacionado à uma maior ocupação de assentos nas aeronaves, que apresentou, em 2017, cerca de 3% a mais em relação a 2016.

O Afonso Pena está entre os cinco melhores do país, de acordo com a Pesquisa Permanente de Satisfação do Passageiro, realizada pela Secretaria Nacional de Aviação Civil do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, divulgada julho. Numa escala de 1 a 5, o terminal conquistou nota 4,74.

Dos 37 indicadores analisados pela sondagem, o terminal paranaense conquistou o primeiro lugar em sete, entre eles a qualidade da sinalização do aeroporto, a velocidade de restituição, a integridade da bagagem e a cordialidade dos funcionários da imigração. O Afonso Pena também foi o aeroporto com o menor tempo de espera na fila para embarques internacionais, com média de 6 minutos.

Além disso, no primeiro semestre deste ano, o Aeroporto Internacional de Curitiba foi eleito, pelo segundo ano consecutivo, o melhor do país pela 3ª edição do Prêmio Aeroportos + Brasil 2017.

Publicidade