Advogados Contestam Existência dos Anunciados Débitos Trabalhistas da VASP

176

Aviação Brasil recebeu hoje da Assessoria de Imprensa da VASP a seguinte nota oficial emitida por sua diretoria.

A VASP recebeu, na tarde de hoje, correspondência oficial procedente do conhecido escritório paulista, especializado em Direito do Trabalho, YUNIS & GELLY ADVOGADOS ASSOCIADOS, de reconhecida competência na área, correspondência oficial dirigida ao diretor Jurídico da companhia, dr. José Fernando Martins Ribeiro, contestando a existência do débito de 14 milhões de reais anunciado ontem através da imprensa, tendo como origem o Ministério Público do Trabalho de São Paulo, decorrente de execução provisória iniciada pelo juiz do Trabalho, Lúcio Pereira de Souza, face ao processo nº 567/2000, em curso na 14ª Vara do Trabalho deste estado. Segundo essa correspondência oficial, a referida questão encontra-se em julgamento nos tribunais superiores, em Brasília, onde os advogados da VASP interpuseram recurso de revista em 24 de janeiro de 2003, tratando-se portanto de matéria que está sendo avaliada em instância superior ao TRT.

O escritório YUNIS & GELLY ADVOGADOS ASSOCIADOS considera que tem razões para “confrontar o absurdo que, sob nossa respeitosa ótica, qualifica o pedido de algo próximo a 14 milhões de reais sendo que a VASP reconhece que mesmo sendo mantida a decisão condenatória no referido processo ela importaria num débito da ordem de pouco mais de 766 mil reais”.

O escritório YUNIS & GELLY ADVOGADOS ASSOCIADOS conclui sua carta à VASP destacando que não existe, até a presente data, NENHUMA DECISÃO JUDICIAL QUE PROCLAME A EXISTÊNCIA DO DÉBITO anunciado e ontem divulgado pela mídia, além de afirmar que “causa-nos profunda estranheza a circunstância de se emprestar a esse fato inexistente a conotação de NOTICIA segura que possa ser transmitida à sociedade de um modo geral.”

A presente Nota Oficial é assinada pela Direção da Empresa Paulista

FONTE: Aviação Brasil / VASP – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP