Aeroportos prontos para a alta estação

143

A estatal – que juntamente com órgãos do setor aéreo participa da Operação Feliz 2009 – se prepara para mais um período de normalidade nos aeroportos da rede. “Exatamente como no final do ano passado, o passageiro viajará com tranqüilidade. Desde o ano passado, conseguimos regularizar a situação nos aeroportos e neste período de festas não será diferente”, garantiu o presidente da Infraero, Sergio Gaudenzi, após se reunir com os órgãos que compõem o setor aéreo, nesta terça-feira (25/11), no Ministério da Defesa.

Durante o ano de 2008, a Infraero não só deu continuidade às operações iniciadas em dezembro de 2007 para garantir o melhor trânsito dos passageiros, como realizou uma série de investimentos para melhorar ainda mais a segurança e o conforto para os passageiros no período de alta estação, como:

A compra de 95 aparelhos de raio-X mais agilidade no atendimento aos passageiros.
121 novos ônibustambém vão garantir o aumento de capacidade de passageiros em 32 aeroportos.
52 aeroportos foram testados ao logo deste ano. Eles passaram por intensas vistorias técnicas para correções de possíveis problemas. Equipes da Diretoria de Operações percorreram o mesmo caminho dos passageiros, checaram equipamentos e avaliaram gargalos. Todos os aeroportos receberam um Plano de Ação para correção em diversas áreas a fim de garantir o bem-estar dos usuários.
A estatal também contratou este ano cerca de mil novos funcionáriosque já estão atuando em áreas que necessitavam de maior reforço.
Disponibilizou no site novo parâmetro para atrasos de vôos- 30 minutos passou a ser a referência.
Implantou novo sistema de gerenciamento de faturamento de estacionamentosem mais quatro aeroportos, permitindo maior arrecadação. Atualmente 17 aeroportos já usam o sistema em seus estacionamentos.
A empresa está oferecendo aos passageiros informações mais ágeis, mediante o uso do Sistema de Soluções Operacionais (SISO), já presente em oito aeroportos, e que deverá ser instalado nos demais até dezembro. O sistema, ligado a um banco de dados com informações de vôo, possui novos monitores LCD de até 52 polegadas. No instante da decolagem de um vôo em um aeroporto, por exemplo, é enviada automaticamente uma mensagem para o SISO do aeroporto de destino, informando a hora da decolagem, previsão de chegada e o prefixo da aeronave, facilitando o planejamento e a exibição de informações no aeroporto de destino.
A partir de dezembro, 12 aeroportos darão acesso gratuito à internet todas as áreas, inclusive salas de embarque. Inicialmente, a implantação de rede wireless atenderá à demanda em Guarulhos (SP), Galeão (RJ), Brasília (DF), Confins (MG), Santos Dumont (RJ), Congonhas (SP), Salvador (BA), Recife (PE), Porto Alegre (RS), Manaus (AM), Curitiba (PR) e Belém (PA).
Núcleo de Acompanhamento e Gestão Operacional (Nago). Os núcleos criados nos principais aeroportos da rede, em dezembro passado, e ainda em operação, funcionarão 24 horas por dia durante a Operação Feliz 2009. Eles gerenciam todas as informações a respeito de vôos e aeroportos, possibilitando uma rápida ação por ocasião de algum problema detectado. Os núcleos trabalham em ligação direta com o Centro de Gerenciamento de Navegação Aérea e monitoram todo o aeroporto: salas de embarque; pontes de embarque; painéis de chegadas e partidas; funcionamento das esteiras de bagagem, raios-x entre outros. O núcleo de Brasília, sede da operação, funciona como uma sala de gerenciamento, onde cada “situação anormal” é solucionada em um tempo mínimo. Gerentes de segurança, operações, manutenção, imprensa e supervisores revezam-se em escalas.

OBRAS E MELHORIAS:

Algumas obras e melhorias realizadas pela Infraero este ano já vão trazer impacto imediato para o passageiro no fim de ano e alta temporada:

Congonhas: recuperação da pista principal e de táxi e complementação da reforma, adequação e modernização do TPS. Início da obra de construção da nova torre de controle.
Santos Dumont: Reforma e ampliação do TPS, pistas e pátios e obras complementares.
Galeão: O aeroporto está com nova pista principal e já iniciou a força-tarefa no terminal 1 com a reforma de banheiros, polimento de piso, troca de forro, revitalização do sistema elétrico entre outras melhorias. Também já iniciaram as obras de conclusão do terminal 2.
João Pessoa: Reforma e ampliação do TPS, reforço da pista de pouso, táxi e pátios de aeronaves.
Salvador: Ampliação e readequação do sistema viário, com obra total a ser entregue até 15 de dezembro.
Confins: obras iniciadas para ampliação do estacionamento em mais 700 vagas. O aeroporto adotou ilhas de conforto para o passageiro. São três ao todo, cada ilha uma dotada de 16 tomadas para diferentes tipos de celulares, quatro (4) pontos para notebooks, monitor de LCD e 16 cadeiras. Também instalou para os usuários com deficiência ou com mobilidade reduzida balcões de check-in exclusivos.
Guarulhos: um elevador – para usuários com mobilidade reduzida – fio adaptado à escada de acesso ao edifício.
Parnaíba: Ampliação e reforço de pátio de aeronaves e pista de pouso, além da construção da torre de controle. Obra a ser entregue em dezembro.
Fortaleza: Construção das vias de acesso, reforço do pátio, pista de táxi, construção de nova torre de controle, além de novo terminal de carga. Obra a ser entregue em dezembro.
Boa Vista: reforma e ampliação do TPS, reurbanização do acesso e construção de edificações complementares. Conclusão até dezembro.
São Gonçalo do Amarante: construção de novo aeroporto, desmatamento, terraplenagem, pavimentação, drenagem, proteção vegetal, sinalização horizontal e infra-estrutura do sistema de auxílio e proteção ao vôo.
Cruzeiro do Sul : novo terminal de passageiros que entrará em operação até fim de novembro.
Goiânia: foi concluída em outubro a ampliação da sala de embarque do Aeroporto Santa Genoveva. O espaço extra permitiu a disponibilização de mais assentos, além de melhorar as condições dos procedimentos de segurança, com maior comodidade para a passagem pelos aparelhos de raios-x.
Uberaba: o aeroporto recebeu melhorias na nova torre de controle e instalações de navegação aérea e administrativas, além do espaço ter sido ampliado de 975m² para 2000m². Com a reforma, o aeroporto passa a ter capacidade de atender a 200 mil passageiros/ano.
Uberlândia: Ampliação da pista de 1950 m para 2100 metros. Construção de Área de Segurança de Fim de Pista (RESA).
Rondônia: 2,4 km de extensão da pista do aeroporto foram recuperados. Foram realizados a recuperação da base e o recapeamento total da pista, além da sinalização horizontal e instalação de novo balizamento.
Cuiabá: o aeroporto instalou rampas de acesso, escada rolante acessível a cadeirantes, escada fixa, elevador, telefone para surdo e adaptações em banheiros e bebedouros. Um piso tátil também já está instalado. Disponível da entrada principal do saguão até o balcão de informações, o piso possui atalhos de acessos à escada rolante, escada fixa e elevador.
São Luís – Recuperação do asfalto da pista do aeroporto, com previsão de término em 31 de dezembro.
Rio Branco: execução de reparos no pavimento da pista de pousos de decolagens. Os trabalhos estão sendo executados pelo 7º Batalhão de Engenharia, por meio de convenio firmado entre a Infraero e o Comando do Exército.

O presidente da Infraero diz ainda que a estatal vai se espelhar no ano passado e melhorar ainda mais a infra-estrutura dos aeroportos para receber os passageiros. “Tenho certeza que teremos um final de ano ainda melhor”, disse.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP