Air Canada aumenta o pedido de Boeings 787 para 37 aeronaves

202

A Air Canada anunciou a decisão de utilizar sua opção de compra de Boeings 787, aumentando o pedido original já anunciado de 14 aeronaves para um total de 37. A entrega dos aviões deverá começar em 2010. Com isso, a Air Canada transforma-se no maior cliente da América do Norte para o Dreamliner, o avião mais avançado do mundo.

“Com esta nova entrega, de uma aeronave mais econômica, que gasta menos combustível, estamos removendo os aviões antigos da frota para criar a mais jovem e mais eficiente frota do mundo”, disse Montie Brewer, Presidente e CEO da Air Canada. “O Boeing 787 tem como característica uma melhor performance operacional em termos de velocidade e escala de vôo, nos fornecendo a habilidade de atender novos mercados, que antes não poderiam ser atendidos de maneira eficiente. Com o novo Boeing e os aviões da Embraer integrando a frota, continuaremos com nossa estratégia global de combinar a capacidade com a demanda, o que resultou em três anos consecutivos de recordes em taxas de ocupação”.

A revisão do acordo com a Boeing inclui a opção para 23 aeronaves Boeing 787, para um total de até 60 Boeings 787 Dreamliners. Ao mesmo tempo, a Air Canada reduziu seu pedido original de Boeings 777 e o compromisso relacionado a duas aeronaves que seriam entregues em 2009. A transportadora está programada para receber um total de 16 Boeings 777, além de um alugado da International Lease Finance Corporation para o final de 2008. A Air Canada recebeu seu primeiro Boeing 777 em 30 de março deste ano.

O principal programa de renovação da frota da Air Canada verá os Airbus A340 e A330 e os Boeings 767-300 e 767-200 substituídos por modernos, econômicos e mais amigáveis aviões. A revisão do pedido permitirá a substituição de todos os Boeings 767 até o período em que expira os acordos operacionais de leasing. A transportadora estima que a substituição do Boeing 767-300 pelo Boeing 787 vá resultar em uma redução de cerca de 30% dos custos de manutenção e combustível.

A Air Canada continua progredindo nos retornos de aluguel de aeronaves, considerados redundantes para as exigências de sua frota. A companhia aérea espera encontrar seu alvo para tirar de serviço aproximadamente 23 aeronaves em 2007, incluindo oito de longo alcance e 15 de menor alcance.

A Air Canada também anunciou que o Export – Import Bank of the United States firmou com a transportadora o compromisso de garantias de empréstimos para sete aviões Boeings 777, que serão entregues em 2008, e 14 aviões 787 com entregas programadas para 2010 e 2011.

Baseada em Montreal, a Air Canada oferece vôos regulares e charteres para o transporte de passageiros e cargas em mais de 170 destinos nos cinco continentes. A companhia de bandeira canadense é 14a maior empresa aérea comercial do mundo, atendendo a 34 milhões de viajantes anualmente com uma frota composta por 335 aeronaves. A Air Canada é membro fundadora da Star Alliance, a aliança que disponibiliza a maior rede de transporte aéreo do mundo.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade