Air France começará a operar três A380 no primeiro semestre de 2009

231

A Air France começará a operar três A380 no primeiro semestre de 2009, se tornando assim a primeira companhia aérea européia a operá-lo no mundo. As preparações para integrar este superjumbo à frota já começaram, com o apoio da Aéroports de Paris (administradora dos aeroportos de Charles de Gaulle e Orly, em Paris) Assim, a Air France começou a conduzir uma série de testes de compatibilidade no Aeroporto de Paris-Charles de Gaulle.

A Air France encomendou doze A380. Suas primeiras rotas, em 2009, serão para os EUA e para o Japão. Seus motores, em relação à proteção ambiental, serão os mais evoluídos do mundo. Um hangar especial está em construção para a aeronave e terá 20 mil metros quadrados e 40 metros de altura. A configuração dos A380 da Air France contará com 538 assentos cada, assim divididos:

Deck superior: 80 assentos L’Espace Affaires (Executiva) e 106 Tempo (Turística);

Deck principal: nove assentos L’Espace Première (Primeira) e 343 Tempo.

Todas as operações de solo aplicáveis a esta aeronave serão testadas. A Air France e sua subsidiária de catering, a Servair, conduzirão o abastecimento total da aeronave em tempo entre a chegada de um vôo e a saída do seguinte. Os A380 da Air France estacionarão diretamente em novos satélites nos terminais 2E e 2F do CDG, sendo que este último será inaugurado em junho e permitirá o estacionamento direto de seis superjumbos ao mesmo tempo.

Os testes estão focados particularmente em embarque e desembarque de passageiros, manuseio de cargas e bagagem, suprimento de combustível e água, limpeza e catering, bem como procedimentos de manutenção. A cooperação entre a Air France e a Airbus harmonizará todas as operações de manutenção do A380, as quais serão centralizadas principalmente no Aeroporto de Paris-CDG.

Os comissários de bordo da Air France estão entre os primeiros a receber a certificação para trabalhar no A380. Eles participaram, no último dia 1º, atendendo 250 convidados da Air France, de um vôo-teste de 90 minutos, que culminou com a chegada no Aeroporto de Paris-Charles de Gaulle.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP