Airbus envia à linha de montagem as primeiras asas do A400M

147

Foi estabelecido um novo marco para o programa do transporte militar A400M com o envio do primeiro par de asas do Reino Unido para Sevilha, onde a montagem final será feita.

As asas saíram da fábrica de Filton (Bristol) em um Airbus A300-600ST, conhecido como Beluga. Na ocasião Charles Paterson, chefe do programa de asas do A400M declarou:

“Este é um marco para o programa A400M e demonstra os esforços feitos nos últimos 4 anos pela equipe internacional de asas. A equipe fez um excelente trabalho para produzir estes componentes em alto padrão e dentro do cronograma. Este foi um feito para a tecnologia de asas da Airbus, já que as do A400M são as primeiras partes externas em compostos (plásticos reforçados com carbono) para um avião desse fabricante, e acreditamos serem as maiores asas em compostos feitas até hoje”.

O primeiro conjunto de asas será empregado na célula do A400M a ser usada em testes estáticos. Após a chegada em Sevilha, as asas serão juntadas à seção central que veio da França no dia 28 de março. Após a junção, a estrutura completa terá 42,2 metros e será levada por rodovia para Getafe em Madri, onde será instalada na fuselagem para testes estáticos.

As encomendas firmes do A400M totalizam 192 aviões, 180 provindos dos sete países da OTAN que deram origem ao projeto (60 para a Alemanha, 50 para a França, 27 para a Espanha, 25 para o Reino Unido, 10 para a Turquia, 7 para a Bélgica e 1 para Luxemburgo) mais 12 unidades encomendadas pela África do Sul (8) e Malásia (4).

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP