Boeing 777-300ER Comemora Um Ano de Serviços às Companhias Aéreas e a Passageiros

93

Hoje faz um ano que o avião de passageiros Boeing 777-300ER (Extended Range) entrou em serviço. Neste período o avião reforçou o recorde de confiabilidade e eficiência do modelo 777.

Tecnologicamente avançado, o 777-300ER voou mais de 32.000 horas no primeiro ano, acumulando um índice médio de confiabilidade de 99,2%, que ultrapassa as entradas anteriores em serviços dos modelos 777 e está em consonância com o índice médio de 99,3% da família 777.

Atualmente, a Air France é a maior operadora de 777-300ER e foi a primeira a colocar a aeronave em serviço, há um ano.

“O 777-300ER vai de encontro aos nossos requisitos de desempenho, de confiabilidade e de eficiência”, declarou Pierre Vellay, vice-presidente Sênior de Planejamento de Frota e Novos Aviões da Air France. “Ele é comprovadamente um avião econômico e que agrada aos passageiros.”

Maior bimotor para longas distâncias, o 777-300ER transporta 365 passageiros por até 14.594 quilômetros. Até hoje, 17 unidades foram entregues para a Air France, a ANA, a Japan Airlines e a Emirates. A Boeing recebeu 108 pedidos de 777-300ER de 11 clientes, sem incluir os compromissos recém-anunciados da Air Canada e Air India.

“Eficiência operacional e economia de combustível são fundamentais para o sucesso das companhias aéreas em mercados de longas distâncias”, declarou Lars Andersen, vice-presidente e diretor do Programa 777 da Boeing Commercial Airplanes. “Em serviço, o 777-300ER demonstrou ter confiabilidade e eficiência sem paralelos.”

O 777-300ER é equipado com o motor mais poderoso do mundo, o GE90-115B. Em serviço, os propulsores GE90-115B nunca sofreram trocas não-programadas ou defeitos em vôo, um marco notável para a entrada em serviço de qualquer novo motor.

“Esta é com certeza a melhor entrada em serviço de um novo motor para jato comercial da GE”, declarou Chaker Chahrour, diretor-geral do Programa GE90. “A confiabilidade do motor é excepcional e a queima de combustível é melhor que esperávamos, contribuindo para a excelente economia e autonomia do avião. Os nossos clientes estão maravilhados com o desempenho deste motor.”

FONTE: Aviação Brasil / Boeing – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade