Boeing começa 2004 com pedido de sete 737-700 para WestJet, Canadá

378

Boeing confirmou hoje que a empresa aérea low-fare canadense, WestJet, adquiriu sete novos 737-700s, que serão incorporados a sua atual frota, a qual toda ela de 737s. As aeronaves, as quais tem um valor de catalogo de cerca de US$ 360 milhões, estão previstas para serem entregues em 2005.

A WestJet, é baseada em Calgary, Alberta, e recentemente celebrou seu 27º trimestre consecutivo de lucro e permanece com um crescimento anual de 50%, continuando a expandir suas rotas pelo Canadá.

Fundada em 1996, a WestJet voava com uma frota de 737-200s em seus cinco primeiros anos de operação. Ela começou a adicionar os 737-700s em 2001. A companhia atualmente opera 44 Boeing 737s, incluindo 26 737-700s.

“O Boeing 737 foi uma peça crucial no crescimento da WestJet,” disse Clive Beddoe, o Executivo Chefe da empresa, CEO e presidente. “Eles tem nos ajudado a manter os cutos de estrutura baixos e contribuiram bastante para nossa lucratividade.”

Beddoe disse que os 737-700s tem um custo de manutenção reduzido em 46% e uma melhora no consumo de combustível em 30% comparado com os 737-200s da empresa.

A WestJet baseou seu modelo de negócio na empresa aérea Southwest Airlines, a empresa low-fare dos EUA que somente opera modelos 737 na sua frota. Companhias Aéreas em diversas áreas do mundo, incluindo Ryanair na Europa, Virgin Blue na Austrália e GOL no Brasil, tem adotado o modelo da Southwest. Todas operam 737s e estão lucrando com isto.

A família de aeronaves 737 Next-Generation, consiste de quatro modelos, os 737-600, 737-700, 737-800 e 737-900.

FONTE: Boeing – Fernando Valduga – Porto Alegre/RS

Publicidade