Companhias aéreas americanas limitam bagagens no Natal

596

Antecipando o aumento de passageiros na próxima temporada de Natal, as companhias
aéreas American Airlines e American Eagle decidiram limitar a quantidade de bagagem
dos passageiros e proibir o transporte de caixas.
Peter Dolara, vice-presidente para a América Latina e Caribe do escritório da
American Airlines em Miami, informou que a medida, que afeta a maioria dos 36
milhões de hispânicos que residem nos EUA e que no Natal visitam suas famílias nos
países de origem, será aplicada entre 10 de dezembro e 9 de janeiro.
“A intenção da American e da American Eagle é prestar o melhor serviço ao cliente
considerando as necessidades dos passageiros”, disse Dolara.
“De acordo com o tamanho do avião não transportaremos caixas e só serão permitidas
duas malas por passageiro, cujo peso não exceda 31 quilos, e não será aceita bagagem
de mão de mais de 18 quilos”, acrescentou.
A medida se aplicará a todas as viagens realizados pelas duas companhias aéreas para
e de San Juan, e dos Estados Unidos e do Canadá para Kingston, Jamaica; Puerto
Príncipe, Haiti, Port of Spain, em Trinidad.
Inclui também as viagens para cidades sul-americanas como Cáli, Colômbia; Caracas e
Maracaibo, Venezuela; La Paz e Santa Cruz, Bolívia; Lima e Quito, além de destinos
na América Central como Manágua, na Guatemala, Panamá, San Salvador e San Pedro Sula
e Tegucigalpa, em Honduras.
A lista acrescenta a Cidade do México que se soma às de León e Guadalajara, para as
quais a restrição já entrou em vigor no dia 15 de novembro.
Além disso, a decisão afeta os passageiros da American Eagle que viajem de Fort
Lauderdale, Orlando ou Miami para a ilha de Nassau, nas Bahamas.

FONTE: EFE – Fernando Valduga via EFE – São Paulo/SP