Confirmada a transferência de vôos da Pampulha para Confins em 13 de março

340

A partir do dia 13 de março, os vôos do Aeroporto da Pampulha serão transferidos para o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins. A data foi definida em reunião nesta sexta-feira 07/01 entre a Infraero, Prefeitura de Belo Horizonte, DAC, companhias aéreas e Governo do Estado de Minas Gerais. O dia da transferência foi sugerido pelas companhias aéreas por ser a data de transição entre a alta e a baixa temporada.

A pedido do prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel, as companhias aéreas farão um estudo da viabilidade de se manter um vôo na parte da manhã e outro na parte da noite saindo do aeroporto da Pampulha com destino ao Rio de Janeiro e São Paulo. Este cenário seria utilizado apenas no período das obras de duplicação da rodovia MG-10, que liga o centro de Belo Horizonte ao município de Vespasiano, passando pelo Aeroporto Internacional Tancredo Neves. Segundo o prefeito, a previsão é de que as obras estejam concluídas em no máximo dois anos.

A Infraero se colocou à disposição para ajudar em qualquer cenário que seja considerado o melhor para o estado de Minas Gerais. O diretor de operações da Infraero, brigadeiro Frederico Queiroz Veiga, ressaltou que a transferência é importante para responder ao crescimento do número de passageiros nos aeroportos brasileiros percebida a partir de 2004. “Confins tem mais capacidade e oferta para atender a esse crescimento”.

Segundo o diretor comercial da Infraero, Fernando Almeida, o Aeroporto de Brasília registrou crescimento de 44% na movimentação de passageiros em 2004 em relação ao ano anterior. Para ele, isso significa que ocorre uma concentração da malha aérea que poderia ser redimensionada com a retomada do Aeroporto de Confins como um ponto de conexão de passageiros.

Fernando Almeida anunciou que ainda em 2005 o projeto do aeroporto industrial deverá estar implementado em Confins. Segundo ele, as industrias interessadas em se instalar no sitio aeroportuário aguardam apenas a transferência dos vôos. “O nosso interesse é recuperar a capacidade de Confins como ponto de conexão, e gerar economia mais forte para o estado”.

Participaram da reunião com o prefeito Fernando Pimentel o assessor do presidente da Infraero, brigadeiro Ulysses Pinto Corrêa Netto, o diretor geral do DAC, major brigadeiro-do-ar Jorge Godinho, representantes das companhias aéreas Varig, Tam e Gol, o secretário de desenvolvimento econômico de Minas Gerais, Wilson Brumer, e o secretario de transporte e obras públicas Agostinho Patrus.

FONTE: Aviação Brasil / Infraero – Assessoria de Imprensa – Brasília/DF

Publicidade