Continental converte pedidos para 12 aviões Boeing 737-900ER

171

A Boeing e a Continental Airlines anunciaram que a Continental converteu 12 pedidos existentes de aviões Next-Generation 737 para aviões 737-900ER. Esse anúncio vem logo após uma decisão da Continental de se tornar a primeira linha aérea nas Américas a pedir o mais novo membro da família 737, o -900ER, em agosto. Com essa conversão, a Continental agora tem 24 pedidos de aviões 737-900ER.

“O 737-900ER é ideal para os planos de crescimento da Continental e nós estamos felizes com essa confirmação de seu apelo por uma linha aérea tão importante como a Continental”, disse Ray Conner, vice-presidente de vendas para as Américas da Boeing Commercial Airplanes. “O alcance do 737-900ER, sua confiabilidade e ótima economia operacional trarão vantagens importantes para a Continental em rotas até 5.900 km”.

“O novo 737-900ER terá um dos menores custos operacionais da indústria e nos permitirá crescer com nossa eficiente frota de 737”, disse Larry Kellner, chairman e CEO da Continental Airlines. “Esses aviões são parte do nosso foco contínuo em modernização de frota, em eficiência de combustível e em ter o melhor produto do mercado”.

O 737-900ER oferece melhorias significativas em economia, comparado com outros modelos da concorrência, incluindo menores custos operacionais por viagem e por assento que o A321 – que pesa 4.500 kg a mais.

O desempenho avançado do 737-900ER é atribuído a uma série de mudanças aerodinâmicas e de design estrutural que incluem: asas reforçadas, um tailskid de duas posições e melhorias no sistema de flap que dão ao 737-900ER maior capacidade de carga na decolagem e aumentam o alcance em relação ao modelo base. Os 737-900ER da Continental também serão beneficiados por blended winglets opcionais, que reduzem o consumo e combustível e o desgaste do motor – resultando também em menos emissões e menos barulho.

Lançado em julho de 2005, o 737-900ER se junta aos aviões 737-600, -700 e -800 e terá a mesma confiabilidade dos outros modelos da série Next-Generation 737. Os aviões Next-Generation 737 são dez anos mais novos e voam mais alto, mais rápido e têm maior alcance que os modelos da concorrência. Até a data, clientes pediram mais de 3.500 aviões Next-Generation 737, 94 deles no modelo 737-900ER.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP