Controlador que orientou piloto da TAM vai receber apoio psicológico

193

O controlador de vôo que orientou da torre do Aeroporto de Congonhas o pouso do Airbus da TAM na terça-feira (17) foi afastado temporariamente logo após a colisão da aeronave com o prédio da TAM Express, na Avenida Washington Luís, na Zona Sul da Capital.

A informação foi confirmada pelo secretário-executivo da Federação Brasileira de Controladores de Tráfego Aéreo, Ricardo Sterchele, junto a controladores de vôo que trabalham na torre de controle de Congonhas.

De acordo com ele, o procedimento é padrão. O secretário-executivo explica que é obrigatório que os controladores de vôo sejam submetidos anualmente a exames físicos e psicológicos. Entretanto, quando um controlador presencia um acidente, ele é submetido a nova avaliação psicológica. “Ele viu um acidente muito feio, que abala qualquer um emocionalmente”, afirmou Ricardo Sterchele.

FONTE: G1 – Silvia Ribeiro – São Paulo/SP

Publicidade