EADS anuncia criação de fundação de pesquisas corporativas

111

Uma importante iniciativa levada adiante pelo grupo EADS mostra seu comprometimento com o incentivo à intensificação dos esforços em pesquisa e desenvolvimento (P&D). Philipe Camus, CEO do grupo, anunciou nesta semana a criação da Fundação EADS de Pesquisas Corporativas, que terá a finalidade de fortalecer os laços existentes entre os órgãos públicos e privados de pesquisa junto às comunidades educacional,
industrial e técnica.

De acordo com Camus, existiria hoje na Europa uma falta de ênfase no trinômio formado pela educação, pelos centros de pesquisas e pelo mundo dos negócios. “Devemos estimular a circulação da informação, das habilidades e das pessoas, e acima de tudo desenvolver projetos conjuntos que reúnam o conhecimento e o coloquem em ação; esta é a nossa aspiração com a criação da Fundação EADS. Com ela, tentaremos iniciar um ciclo virtuoso”, afirmou.

Sediada na França, a fundação é resultado do compromisso da EADS nos investimentos
em pesquisa e desenvolvimento – para os quais alocou no ano passado 17% de sua receita. Como resultado, o órgão já nasce com recursos da ordem de 24 milhões de euros para os próximos cinco anos. Chefiada pelo CTO (chief technology officer) da EADS, Daniel Deviller, a fundação será gerenciada por um conselho de 15 integrantes.
Todas as subsidiárias do grupo estarão representadas, assim como entidades científicas francesas.

A abordagem da fundação será baseada em três vetores simultâneos: alocação de fundos
para programas multidisciplinares de pesquisa nos segmentos aeronáutico e espacial; financiamento de bolsas de estudo, concessão de prêmios científicos e realização de conferências; e investimento em outras fundações e associações de utilidade pública. Em um primeiro momento, os temas prioritários do órgão incluirão pesquisas sobre aerodinâmica e propulsão, nanotecnologia, desenvolvimento de UAVs (unmanned aerial
vehicles, ou aeronaves não-tripuladas) e o estudo e controle de novas fontes de energia, entre outros tópicos.

Para este ano, duas iniciativas já estão planejadas. Em outubro, a Fundação EADS irá promover um dia de conferências e debates sobre os principais desafios científicos nos segmentos aeronáutico, espacial e de defesa; no mês seguinte, participará da entrega do prêmio Irène Joliot Curie, concedido pelo Ministério da Pesquisa da França a mulheres que tenham se destacado em pesquisas públicas ou privadas.

FONTE: Aviação Brasil / EADS – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade