EADS colabora na ajuda aos países atingidos pelo tsunami

289

A EADS está apoiando os esforços mundiais para mitigar a situação dos países do Sudeste Asiático afetados pelo tsunami. Logo após o desastre, o grupo e suas unidades de negócios lançaram ações em três níveis – corporativo, material e individual – que resultaram em uma contribuição de mais de 2 milhões de euros até agora.

Uma doação em dinheiro de um milhão de euros (incluindo 500 mil euros da Airbus) foi feita à Cruz Vermelha Internacional. Outras contribuições também foram feitas à ONG Aviation sans Frontières e a outras entidades assistenciais.

Além disso, o grupo vem utilizando suas capacidades em transporte aéreo na região para ajudar os sobreviventes – como as recentes operações feitas por uma frota de helicópteros da Eurocopter na Tailândia, Indonésia e Malásia. Iniciativas similares estão sendo planejadas, e a Airbus pretende empregar seu cargueiro Beluga no transporte de alimentos e medicamentos às regiões afetadas pela catástrofe.

A terceira vertente da atuação da EADS é a individual: todos os seus funcionários têm sido incentivados a fazer doações à Cruz Vermelha Internacional. O valor total dessas contribuições será igualado pelo grupo em mais uma doação corporativa.

“Pessoas do mundo todo foram surpreendidas pela escala da devastação desse desastre natural e procuraram ajudar de alguma forma. Como uma empresa global do setor aeroespacial que está profundamente envolvida naquela região, consideramos ser nosso papel fazer o possível para ajudar as comunidades atingidas com todos os meios – tanto pelo suporte financeiro como pelas nossas capacidades logísticas”, afirmaram os CEOs da EADS, Philippe Camus e Rainer Hertrich. Segundo o diretor-geral da EADS Brasil, Eduardo Marson Ferreira, a participação do grupo nos esforços da comunidade internacional para auxiliar as populações atingidas pelo tsunami mostra seu grau de comprometimento. “A pronta resposta da EADS à calamidade provocada pelo desastre é um reflexo da filosofia da empresa em sempre contribuir com os países em que atua – promovendo parcerias e transferindo tecnologia. Mostra também que o grupo é consciente de seu papel social no mundo”, afirmou.

FONTE: Aviação Brasil / EADS – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade