Embraer Patrocina Comemoração de feito Histórico de Alberto Santos-Dumont com o 14Bis

280

A Embraer é a principal patrocinadora de evento comemorativo do histórico vôo realizado pelo brasileiro Alberto Santos-Dumont, em 23 de outubro de 1906, no Campo de Bagatelle, em Paris, na França. As comemorações são organizadas pelo Aero Club De France (ACF) no mesmo Campo de Bagatelle utilizado por Santos-Dumont em seu histórico vôo e estão programadas para ocorrer no domingo, 5 de novembro de 2006, devendo incluir vôo com uma réplica da aeronave de autoria do piloto Danilo Fuchs, caso as condições de tempo assim o permitirem.

No dia 23 de outubro de 1906, Santos-Dumont ganhou o Prêmio Archdeacon, como “o primeiro aviador a voar uma distância de mais de 25 metros com um ângulo máximo de descida de 25 por cento.” O 14bis voou por 60 metros (197 pés) em sete segundos, a uma altura de dois ou três metros (7-9 pés), como a primeira máquina mais pesada que o ar a levantar vôo em público, com motor a gasolina.

O evento constitui a etapa mais significativa de um amplo conjunto de ações idealizadas pela Comissão Interministerial de Comemorações ao Centenário do Vôo do 14bis, e que tiveram como objetivo homenagear Alberto Santos-Dumont pelo seu inédito feito e contribuição ao desenvolvimento da aviação. As comemorações tiveram início em junho de 2005, por ocasião da realização do Paris Air Show, quando, com o apoio da Embraer, foi realizada no Museu do Ar e do Espaço, junto ao aeroporto de Le Bourget, em Paris, uma apresentação de filmes, fotos e dados acerca da vida e obra do famoso inventor e pioneiro da aviação, intitulada “Santos-Dumont, J´ai Navigué Dans L´Air”.

Ainda nessa oportunidade, foi mostrada pela Embraer na exposição estática reservada às suas aeronaves, uma réplica do avião 14bis, projetada e construída pelo empresário Alan Calassa, com o patrocínio da Embraer, réplica esta mais tarde doada pelo governo brasileiro à França e que encontra-se hoje em exibição, com destaque, no Museu do Ar e do Espaço, em Le Bourget.

Durante o ano de 2006 a Empresa apoiou a turnê no Brasil que levou uma das réplicas do 14bis construídas por Alan Calassa em exibição a seis capitais da federação (Salvador, Recife, Fortaleza, Natal e Brasília), além do munícipio de Santos Dumont (MG) terra natal do inventor, projeto este intitulado “Santos-Dumont, 100 Anos Depois”. Adicionalmente, e sempre com o apoio da Embraer, outra réplica construída por Alan Calassa foi levada aos EUA, onde foi exibida na feira de aviação de Oshkosh, no Estado Wisconsin, em evento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em Washington, e na famosa feira de aviação executiva da National Business Aviation Association (NBAA), realizada em Orlando, Flórida, nos Estados Unidos, de 17 a 19 de outubro passado.

Tais realizações refletem o empenho com que a Embraer apóia e promove iniciativas voltadas para a preservação e disseminação da história da aviação no Brasil e que está na origem de um acordo celebrado pela Embraer com o Museu Aeroespacial do Rio de Janeiro (MUSAL) visando um amplo programa de recuperação da infra-estrutura do Museu, ao qual foram destinados R$ 1,359 milhão e que incluiu a recuperação, dentre outras facilidades, da cobertura dos cinco hangares que abrigam as aeronaves que compõem o rico acervo do museu, alvo de aplicação de tinta especial para ajudar no controle interno de temperatura.

Ainda no âmbito deste acordo, o MUSAL e a Embraer inauguraram, em abril de 2005, duas novas salas do museu, intituladas “Primórdios da Aviação Brasileira” e “Sala Embraer – Brasil na Vanguarda da Indústria Aeronáutica”. Os dois novos espaços ocupam, juntos, cerca de 700 metros quadrados.

Este evento programado para o próximo dia 05 de novembro, em Paris, tem para a Embraer um significado especial, uma vez que, foi na França, há 23 anos, que a Empresa criou sua base principal na Europa. A França foi o primeiro país para o qual a Companhia destinou suas primeiras exportações em território europeu. A Força Aérea Francesa possui 41 aeronaves Xingu e 47 Tucano e a Air France tem 45 jatos ERJ 135. E, logo, o jato EMBRAER 190 estará voando no país.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade