Empresa lança hangar exclusivo para jatos executivos de grande porte no Brasil

171

De olho nesse panorama caótico e preocupado em atender a um público em especial, o empresário Diego Briguenti inaugurou no dia 31 de janeiro deste ano, no Aeroporto Campo de Amarais, também em Campinas, a Nest Aviation, um novo conceito em hangaragem. O espaço é destinado exclusivamente a jatos executivos de grande porte, como Falcon 7X, Gulfstream 550, entre outros. Aeronaves menores não são aceitas no local. Esse novo business no ramo da aviação civil brasileira lança o atendimento V.VIP (Very Very Important Person) aos proprietários desses tipos de aviões, já que a atenção será especial a esse público. “Os aeroportos da capital estão saturados, e Amarais foi uma opção adequada ao negócio que estamos lançando no mercado, pioneiro no Brasil”, afirma Briguenti.

O empreendimento teve investimento em torno de R$ 5 milhões e terá uma área de 1,6 mil m² e mais 1.986 m² de pátio. Os custos oferecidos aos clientes são 30% menores do que os de concorrentes que operam na capital paulista. Além da hangaragem, os clientes terão serviços exclusivos, como segurança por sistema CFTV, sala VIP com 36m², escritório privativo para cada aeronave; suíte para descanso da tripulação; e área de convivência para tripulação com sofás, frigobar, TV plasma 42″, internet banda larga, entre outros benefícios.

De acordo com Diego Briguenti, um dos principais conceitos da Nest Aviation é a liberdade que o cliente terá para viajar com rapidez e os custos operacionais menores do que em São Paulo. O empresário comenta que os executivos que investem milhões em jatos modernos querem ter a flexibilidade ao slot (agendamento para pousos e decolagens), sem as complicações dos aeroportos centrais. “Uma das vantagens do negócio é que Amarais proporciona que o empresário chegue ao aeroporto e decole imediatamente. Já em São Paulo os voos executivos não são prioridade, diferentemente o que ocorre com os comerciais”, disse.

Outra vantagem é a relação custo e benefício. Por não ter demora, não há gastos excessivos de combustível, sendo uma realidade na maioria dos aeroportos. “Uma aeronave ligada aguardando a sua vez para decolar ou pousar desperdiça muitos mil litros de combustível desnecessariamente. Com essa facilidade da Nest Aviation, o cliente não terá que ficar em uma fila esperando para sair ou chegar no aeroporto.

Para ele, o fato de o hangar estar fora da capital não é um empecilho para o sucesso da Nest Aviation. “A maioria dos empresários utiliza helicópteros para chegar e sair das suas bases. Eles podem fazer um voo de 15 minutos no máximo de São Paulo a Amarais e partir em seguida com o jato para o seu destino. É mais rápido e menos oneroso do que ter que esperar para sair do chão em Congonhas”, garante o executivo, que também é piloto privado.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade