Esquadrão Flecha é ativado na Base Aérea de Campo Grande

300

Boa Vista, Porto Velho e, agora, Campo Grande. A Força Aérea Brasileira fecha o cerco contra os vôos ilícitos na fronteira norte do País com a ativação do Terceiro Esquadrão do Terceiro Grupo de Aviação (3º/3º GAV), o Esquadrão Flecha, a mais nova Unidade de Caça da aviação nacional, que terá como sede a Base Aérea de Campo Grande.

A ativação aconteceu às 10h30 desta quarta-feira, dia 11 de fevereiro de 2004.

Composto inicialmente por cerca de 120 homens e 12 aviões T-27 Tucano, os Flechas serão responsáveis por guardar e proteger uma imensa região aérea, que abrange as fronteiras com o Paraguai e Bolívia, além de se tornar uma unidade de formação de líderes de esquadrilha de caça.

O novo Esquadrão se junta ao 1º/3º GAV, Esquadrão Escorpião, sediado na Base Aérea de Boa Vista, e ao 2º/3º GAV, Esquadrão Grifo, instalado na Base Aérea de Porto Velho.

Essas unidades da Força Aérea são formadas, em sua maioria, por jovens pilotos que aceitaram o desafio de participar da nobre missão de proteger nosso espaço aéreo a bordo de aviões de caça.

O Esquadrão Flecha recebeu voluntários de todo o País, oriundos de diversas outras unidades, que se juntaram em Campo Grande para participar do seu nascimento.

Sua atuação será em conjunto com outras unidades da Força Aérea, como o 2º/6º GAV, sediado na Base Aérea de Anápolis, que opera as modernas aeronaves R-99, equipadas com potente radar que detecta qualquer tipo de vôo num raio de 400 km, e o Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Jaraguari (DTCEA-JGI), que possui um radar de solo com grande alcance. Também será feito um trabalho com outros órgãos, como as Polícias Federal e Civil, que atuarão no combate a vôos ilícitos.

FONTE: FAB – Fernando Valduga – Porto Alegre/RS