Jean-Georges Klein cria cardápios para a Lufthansa

294

Na First Class, por exemplo, serão servidas entradas como filé mignon no ponto com maçãs, geléia de tabule e iogurte, atum defumado com carne de siri sobre crème fraîche de limão e nozes ou casado de beterraba com queijo comté temperado com tomilho e servido na tábua. Depois de uma sopa de rabo de boi com palitos de queijo ou seleção de saladas com abóbora e cogumelos porcini, seguem os pratos principais como ombro de vitela cozido na palha com bolinhos de couve lombarda e batatas gratinadas, filé de peixe Heilbutt em crosta de nozes com molho de manteiga e erva-doce, folhas de espinafre e purê de abóbora ou legumes gratinados d’Anton, um suflê de raízes e folhas de espinafre com molho de parmesão. Com todo ano, o cardápio ainda oferece o tradicional ganso assado com repolho roxo, bolinhos de batata e manteiga de ervas derretida. Os pratos gourmet são complementados por sobremesas como purê de figos com coulis de genciana, creme de ricota com sorvete de iogurte, chocolate texturizado com geléia de ameixa ou sorvete de sementes de cumaru, além de diversas especialidades de queijo francês.

Na Business Class, o passageiro começa escolhendo entre mosaico de vieiras do Mediterrâneo e salmão, servido com salada de erva-doce e crème fraîche com caviar Keta, pastelão de caça com salada Waldorf e doce de figo ou saladas de folhas coloridas com abóbora, cogumelos Pfifferling, pinhões e molho de salada francês. Como prato principal seguem bacalhau assado em crosta de ervas, acompanhado de cenouras, abobrinhas e cevadinha ou penne com ragú de vegetais e parmesão. A alternativa ganso assado também consta do cardápio. A sofisticada sobremesa consiste em sanduíche de avelã com tangerina e ameixa e molho de rosa-mosqueta.

Nos longos voos diurnos, o cardápio ainda inclui o jantar, com dois pratos a escolher: rolinhos de presunto de veado recheados com ricota, acompanhados de salada de repolho roxo, queijo de Münster com cominho e cebolas marinadas ou salmão temperado com ervas em molho de salsinha francesa e salada de frios e queijo da Alsácia. Tudo finalizado com bolo-madeira de laranja Hotel K.

O “L’Arnsbourg”, restaurante de ponta de Klein, fica em Baerenthal, bem no meio do parque natural da região de Lorena na cordilheira dos Vosges. A partir de 1970, depois de concluir a escola de hotelaria, o autodidata confesso começou a trabalhar como maître d’hotel no restaurante dos pais, iniciado cerca de 100 anos atrás como pousada de carvoeiros e lenhadores. Somente em 1989, depois da aposentadoria da mãe, agraciada com uma estrela Michelin em 1988, Klein começou a pilotar o fogão e a desenvolver seu próprio estilo, que até hoje atrai gourmets em massa. Recebeu a segunda estrela em 1998 e a terceira em 2002. Sua cozinha é considerada experimental e, graças à sua localização privilegiada na região, tem a possibilidade de dar nova interpretação aos produtos locais tradicionais. Até mesmo suas criações mais vanguardistas visam, antes de mais nada, a harmonia dos aromas. Como o próprio chef gosta de enfatizar, ele deve o sofisticado toque final de sua arte aos maiores: Pierre Gagnaire e Ferran Adriá, em cuja cozinha ele se inspirou.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade