KLM com vinho holandês em sua classe executiva

124

A partir deste mês, a KLM amplia a sua tradicional lista de vinhos, com variedades de rótulos originários dos Países Baixos ou produzidos por vinícolas holandesas no exterior. Na mesma data, a World Business Class (WBC), Classe Executiva da companhia, começa a servir o menu criado pelo renomado chef Pascal Jalhaij. “No serviço de bordo da KLM, trabalhamos constantemente para trazer inovação para nossa variedade de alimentos e bebidas,” disse Bart Vos, Vice-Presidente de Serviços de Bordo da KLM. “Desde que começamos a trabalhar assim, vimos uma significativa melhoria na percepção dos passageiros da WBC. Eles apreciam o fato de trabalharmos com diferentes chefs e novos menus. O cuidado que temos com a nossa seleção de vinhos é muito elogiada e reconhecida pelos passageiros. Vamos continuar neste caminho.”

Existem mais de 200 vinícolas holandesas no mundo. A maioria está em atividade em seu próprio país e trabalha com variedades de uvas específicas para o clima frio do país. Vários produtores são bem-sucedidos e têm recebido excelentes críticas. Para honrar estes vinicultores, a KLM escolheu seis vinhos produzidos em solo holandês ou produzidos por vinícolas holandesas no exterior para servir na WBC. A maioria deles é produzida em quantidades limitadas, especialmente os originários dos Países Baixos. Em conseqüência, a seleção dos vinhos irá variar a bordo.

Seguindo a tradição, a cada trimestre a KLM trabalha com um chef diferente, que cria receitas para os aperitivos e pratos principais da WBC,. Pascal Jalhaij conquistou fama com seu trabalho no Restaurante Vermeer, em Amsterdã, que ganhou duas estrelas no Guia Michelin. Seu estilo de cozinhar mistura a tradicional culinária francesa com influências mediterrâneas e é caracterizado por inventivas combinações de sabores. “Sabor é um balanço complexo de percepções, bons ingredientes e paixão” disse Jalhaij. “Combinando sabores novos, eu quis criar uma nova experiência para os passageiros, para encantar tanto o nariz quanto a boca. Eu uso o mínimo de sal e pimenta; em vez disso, eu escolho ervas e temperos que nos levam a uma dimensão extra.”

O menu do Chef Pascal Jalhaij estará disponível na WBC da KLM entre dezembro de 2007 e 1° de abril de 2008, bem como os vinhos a seguir, criados por produtores holandeses:

Países Baixos: Apostelhoeve e Kleine Schorre;

Argentina: Salentein Chardonnay;

Espanha: MMM de Castillo;

Portugal: Morgadio de Calçada Douro;

França: Beaulieux Cabernet Sauvignon.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade