Linha de produção do Boeing 787 Dreamliner concluiu o quinto avião para voos-teste

180

A maior montagem foi transformada em estrutura corpo final durante os diversos dias anteriores. A fuselagem e as asas juntaram-se neste mesmo período de tempo.

“Este avião significa nosso retorno a um firme ritmo de produção”, Jack Jones, vice-presidente de Montagem Final e Incorporação do 787.

“As partes estão chegando a Everett para a fase de consolidação, conforme ajustado com nossos parceiros, e próximo daquilo que esperamos seja a produção deste modelo numa fase mais amadurecida”, disse Jon. “O progresso substancial feito por nossos parceiros simplifica nosso processo de montagem, o que é essencial à medida que avançamos em nossa produção”, explica o executivo.

Cinco, dos seis aviões destinados ao voo-teste, estão agora em vários estágios da produção. A energia foi restaurada no início desta semana para o primeiro avião a realizar os testes, o ZA001, e os testes de produção têm se concretizado à medida que o avião se prepara para o primeiro voo-teste, no segundo trimestre. No avião ZA002 foram adicionadas turbinas Rolls-Royce, na quarta e na posição final na fábrica. O terceiro e o quarto aviões para voos-teste, ZA003 e ZA004, ocupam, respectivamente, a terceira e a segunda posição na linha da produção.

O retrabalho para reunir as partes já está pronto no ZA001, próximo do fim no ZA002 e progredindo bem nos aviões de número três e quatro, disse Jones. “Aplicamos os recursos necessários para completar todo o trabalho fora do esperado nestes aviões, e assim mantemos a linha de produção em avanço constante”, conclui.

Montagens para o ultimo avião de voo-teste, o ZA006, estão em produção em diferentes locais do mundo. Ao todo, montagens para 30 Dreamliners estão em produção neste momento. A aeronave 787 Dreamliner tem 895 pedidos, de 58 linhas aéreas de todo o mundo.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP