Mandarian Airlines recebe seu primeiro jato Embraer 190

200

A Embraer entregou o primeiro jato EMBRAER 190 à Mandarin Airlines, empresa aérea sediada em Taipei. A companhia receberá oito E-Jets que servirão como base da sua frota, especialmente em vôos domésticos e em mercados intra-regionais de rotas curtas.

O cenário da cerimônia de entrega, inspirado na águia dourada do logotipo da Mandarin e no pássaro-em-vôo estilizado da Embraer, teve uma trilha sonora preparada exclusivamente para a ocasião. Em momento especial, o Chairman da Mandarin Airlines, Michael Lo, foi presenteado com um quadro do novo avião da empresa, o qual foi pintado, ao vivo, diante das autoridades, convidados e imprensa.

Os E-Jets da Mandarin serão operados por meio de um contrato de leasing operacional assinado com a GE Commercial Aviation Services (GECAS) e provêm da atual carteira de pedidos da GECAS. A encomenda inclui ainda a entrega de outros sete jatos, EMBRAER 190 ou EMBRAER 195.

O EMBRAER 190 entregue hoje é configurado com 104 assentos, com distância entre fileiras (pitch) de 79 cm (31 polegadas). Além de substituir sua atual frota de jatos utilizada em rotas domésticas, integrada por aeronaves antigas, a empresa aérea usará os E-Jets de nova geração para desenvolver mercados na Ásia.

“É com muita honra e satisfação que entregamos esta aeronave à Mandarin, uma das mais prestigiadas e sólidas empresas aéreas da Ásia”, disse Mauro Kern, Vice-Presidente Executivo da Embraer para o Mercado de Aviação Comercial. “Recentemente, finalizamos a implantação dos nossos serviços de apoio ao cliente na região, confirmando nossa visão de mercado para a família de E-Jets e nosso compromisso com clientes da Ásia-Pacífico.”

“Temos muito orgulho de ser a primeira empresa aérea a utilizar esta aeronave de última geração em nossa região. Com uma cabine de alta tecnologia, concebida para oferecer conforto ao passageiro, essa aeronave aumentará os níveis de segurança e satisfação do cliente, propiciando desempenho excepcional e operações bem-sucedidas”, disse Michael Lo, Chairman da Mandarin Airlines.

Juntamente com o aumento das vendas na região da Ásia-Pacífico, a Embraer está expandindo significativamente a rede local de suporte ao produto por meio do estabelecimento de um centro logístico de peças de reposição e instalação de um simulador de vôo completo. Os planos incluem novos acordos comerciais e o envolvimento de prestadores de serviços do setor, o que permitirá que a Empresa ofereça excelente padrão de treinamento, bem como peças de reposição para o crescente número de clientes.

Em 31 de março de 2007, a carteira de pedidos dos E-Jets da Embraer registrava 630 ordens firmes e 558 opções, totalizado 1.188 aeronaves para 32 clientes em todo o mundo.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade