Ministério Público entra com ação civil contra a Varig

108

O Ministério Público do Trabalho entrou nesta segunda-feira com ação civil pública na Justiça do Trabalho, com o objetivo de responsabilizar a VariLog pelo pagamento das verbas rescisórias e dos salários atrasados dos funcionários da companhia.

Mais cedo, foi a vez da Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil entrar com ação no Tribunal Regional do Trabalho solicitando a liberação do FGTS dos funcionários da varig e acesso ao seguro-desemprego.

Na sexta-feira passada, o MP havia decidido que entraria com a ação, uma vez que que a Varig não tem condições de arcar com as pagamentos das rescisões dos trabalhadores desligados da empresa.

Neste momento, os funcionários promovem uma manifestação na porta do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), no Centro, aguardando a decisão da Justiça a respeito de uma ação feita nesta segunda-feira pela Federação Nacional dos Trabalhadores da Aviação Civil (Fentac).

A entidade solicitou à Justiça do Trabalho a liberação do FGTS dos funcionários da empresa e o seguro-desemprego, apesar de não ter havido a homologação das demissões.

Os advogados também pedem uma lista oficial dos nomes dos funcionários incluídos no corte de 5,5 mil anunciados no fim do mês passado.

FONTE: Agência O Globo – Érica Ribeiro – São Paulo/SP