Nordeste – sem Brasílias, Fokkers, com 7 Boeings e perdendo passageiros

179

Com base em dados de fontes oficias, o site Aviação Brasil apurou os resultados de diversas empresas aéreas no 1º semestre de 2003.
O resultado da Nordeste Linhas Aéreas é dramático! Com 3 Boeing 737-300 e 4 da versão 500, a Nordeste teve uma redução drástica nos passageiros transportados.
O resultado de vôo do período foi de R$ 27.337.900,00 negativos no mercado domésticol. Resultado de vôo é o cálculo obtido entre as
receitas e despesas obtidas na operação da malha aérea. A Nordeste teve uma redução de 72.55% no número de assentos oferecidos e de 61,54% no número de passageiros pagos embarcados no mercado doméstico, motivo este gerado pela
devolução das aeronaves Brasília e Fokker que operavam nas regiões Norte e Nordeste do país.
A lucratividade da empresa caiu 37,3% comparado ao igual período do ano anterior e seu Break Even subiu de 58% para 78%, sendo que seu aproveitamento ficou em 57%.
Será que a estratégia adotada pelo Grupo Varig permitirá a Nordeste uma reversão neste quadro? Vamos aguardar os novos dados e publicá-los em breve.
Estes dados serão sempre apresentados na seção Empresas Aéreas do site Aviação Brasil, que estará no ar completa e remodelada em Fevereiro próximo.
Os dados referente o ano de 2003, completos, serão divulgados assim que o Aviação Brasil os receber.

FONTE: Aviação Brasil – Aviação Brasil – São Paulo/SP