Novo assento da SWISS na classe executiva é apresentado em São Paulo

139

A partir de 2009, a SWISS passará a introduzir um novo conceito de assentos Business Class, único no mundo, em todas suas rotas intercontinentais. A novidade foi apresentada hoje (10/06) em São Paulo, com a presença de Harry Hohmeister, membro da diretoria da SWISS, e Marcel Beidermann, diretor executivo de mercado intercontinental.

Passageiros SWISS Business Class viajarão literalmente sobre nuvens numa cama totalmente horizontal, de dois metros de comprimento. A novidade é complementada por uma almofada de ar que permite adaptar a maciez de cada assento às necessidades individuais do passageiro em qualquer posição. Até o final de 2009, a nova SWISS Business já deverá estar disponível em cerca de um terço de toda a frota de longa distância, incluindo as aeronaves que fazem a rota São Paulo-Zurique diariamente.

Em breve, a abrangente ofensiva pela qualidade da SWISS beneficiará seus passageiros Business Class com um conceito de assentos inovador, incluindo outras novidades, como portas USB e iPod, assim como tela maior em formato de 16:9 para o entretenimento a bordo.

Além disso, o assento e sua posição permitem alto grau de privacidade e liberdade de movimentos. Somente a partir de 90% de ocupação da Business Class, alguns assentos deixam de ter acesso direto pelo corredor.

A partir de 2009, a SWISS instalará sucessivamente os novos assentos SWISS Business em toda sua frota intercontinental. Os novos Airbus A330-300 que serão integrados à frota SWISS em 2009 já estarão equipados como os novos assentos Business. A introdução do novo conceito de assentos será acompanhada pela adaptação de toda a decoração interior das cabines às necessidades dos passageiros SWISS. Até mesmo o maior avião operado pela SWISS, o Airbus A340, será equipado como o inovador assento SWISS Business. Já no final de 2009, cerca de um terço de toda a frota de longa distãncia SWISS estará equipada com o novo assento SWISS Business. Em 2010, grande parte da frota será reformada e, no decorrer de 2011, os passageiros SWISS Business Class disporão do mais alto padrão de conforto em todos os vôos de longa distância.

“Estamos orgulhosos por contribuir com essa novidade mundial em colaboração com várias centenas de clientes SWISS”, comemorou Christoph Franz, CEO da SWISS. “Por isso mesmo, alegra-nos ainda mais o fato de sermos a primeira empresa aérea do mundo a oferecer esse conforto sensivelmente maior aos nossos passageiros.”

“Os novos assentos Business são parte integrante da continuidade da ofensiva pela qualidade SWISS, iniciada há mais de três anos”, disse Harry Hohmeister, membro da diretoria da SWISS. “A SWISS continua investindo na valorização dos seus clientes. Os resultados nos dão razão. Desde o início da ofensiva pela qualidade, o crescimento do produto Business e First Class superou todas as expectativas e fortalecemos ainda mais nossa posição.”

O conceito inovador de interiores surgiu sob a égide da SWISS em colaboração com diversas empresas especializadas estrangeiras e nacionais. A almofada de ar regulável, novidade mundial, foi criada pela Lantal. A empresa Schweizer Mittelstandunternehmen é líder mundial nas áreas de design, produção e comercialização de produtos têxteis com foco nas empresas aéreas internacionais.

O principal objetivo da Lantal e da SWISS é proporcionar o mais alto grau possível de bem-estar a bordo. “A colaboração com a empresa aérea nacional suíça enfatiza o nosso alto padrão de qualidade e nossa posição de líder de mercado. Estamos orgulhosos por ser a SWISS a primeira empresa aérea do mundo a oferecer essa inovação a seus clientes”, disse Urs Rickenbacher, CEO da Lantal. “O desenvolvimento da almofada pneumática representa a força de inovação suíça e as vantagens únicas da nossa localização.”

O novo assento SWISS Business é, provavelmente, o mais leve de seu tipo. Só a almofada de ar torna o assento quatro quilos mais leve em relação àqueles feitos com espuma tradicional. Com isso, a SWISS economiza mais de 650 toneladas de querosene e reduz a emissão anual de CO2 em mais de 2000 toneladas.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade