Novos aviônicos passam a ser obrigatórios no Brasil

126

Com objetivo de aperfeiçoar a segurança de vôo, a ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil, exigirá nos próximos anos, que as aeronaves brasileiras utilizem obrigatoriamente alguns aviônicos (equipamentos eletrônicos que ajudam na pilotagem e navegação das aeronaves).

O EGPWS/TAWS (sistema de alerta que antecipa possível colisão com o solo ou obstáculos, como montanhas), será obrigatório a partir de 2008, e o ELT Sar Sat (sistema que envia sinal de rádio para facilitar a identificação da aeronave em caso de acidente), será obrigatório a partir de 2009.

“A Líder possui completa infra-estrutura e está habilitada a executar as mais completas atualizações em aeronaves executivas, como a modernização de painéis de instrumentos, com as novíssimas tecnologias Glass Cockpit (painel digital). Hoje é possível deixar uma aeronave usada, com a mesma tecnologia de aviônicos de uma aeronave nova, ou seja, trocar os instrumentos mecânicos e analógicos por grandes telas de 10 polegadas (Collins Proline 21, EXP5000 Avidyne e o Garmin G1000), com padrão de qualidade e segurança”, informa Vanderlei Silva, gerente de aviônicos.

Outro equipamento disponibilizado pela Líder é o TCAS, que é muito importante na operação e eficaz na prevenção de colisão entre aeronaves. O sistema permite que o piloto possa ver no seu ND (Navigation Display) ou tela de navegação, as aeronaves que o circundam, com informações de altitude (acima ou abaixo, em centenas de pés) e se está subindo, nivelado ou descendo.

A área de Manutenção da Líder Aviação é homologada pela ANAC, FAA (Federal Aviation Administration) e pelo DNA (Dirección Nacional de Aeronavegabilidad). Seus mecânicos são reciclados anualmente, inclusive com treinamentos no exterior, junto aos fabricantes dos equipamentos e aeronaves.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade