Plataforma ERJ 145 da Embraer selecionada como parte de proposta vencedora para o programa ACS

184

A Embraer, integrante do time de empresas liderado pela Lockheed Martin, fornecerá sua plataforma ERJ 145 para o sistema de nova geração a ser empregado pelo Exército dos EUA para vigilância de campos de batalha, denominado Aerial Common Sensor (ACS), no âmbito de um contrato para Desenvolvimento e Demonstração de Sistemas (Systems Development and Demonstration – SDD), outorgado ontem.

Segundo o contrato SDD no valor de US$ 879 milhões, o time de empresas entregará cinco sistemas aerotransportados de Inteligência, Vigilância e Reconhecimento (Intelligence, Surveillance and Reconaissance – ISR) certificados e prontos para cumprimento de sua missão, com previsão de início de testes em 2006. O contrato SDD deverá ter seqüência com um contrato inicial para baixa cadência de produção, previsto para 2007, e um contrato para elevada cadência de produção, em 2009. O contrato completo tem um valor potencial de mais de US$ 7 bilhões para o time liderado pela Lockheed Martin, ao longo dos 20 anos de vida esperados para o programa.

“O Exército dos EUA escolheu um sistema, e uma plataforma, que proporcionará capacidade, performance e crescimento inigualáveis – tudo isto em favor do desempenho das forças terrestres do Exército dos EUA, em qualquer parte do mundo onde eles possam vir a operar”, disse o Diretor-Presidente da Embraer, Maurício Botelho. “Com mais de 800 unidades em operação e 5,5 milhões de horas de vôo, a bem amadurecida plataforma do ERJ 145 já tem acumulado um impressionante histórico de confiabilidade, despachabilidade e segurança, o qual, combinado com seus baixos custos de aquisição e operação, a fazem especialmente atraente para aplicações especiais como o Programa ACS. A Embraer está muito entusiasmada em fazer parte deste time e também em seguir à frente com seus planos para abrir uma nova linha de montagem em Jacksonville.”
SOBRE O PROGRAMA ACS

O sistema ACS deverá substituir as atuais aeronaves de Inteligência, Vigilância e Reconhecimento (Intelligence, Surveillance and Reconaissance – ISR), incluindo aeronaves Guardrail/Common Sensor e Airborne Reconnaissance Low, do Exército dos EUA, e a frota de aeronaves EP-3 da Marinha dos EUA. No âmbito do contrato SDD outorgado hoje, o time da Lokcheed Martin deverá combinar e melhorar as capacidades dos sistemas destas plataformas em um único pacote de missão ISR instalado a bordo de uma plataforma aérea padrão.

FONTE: Aviação Brasil / Embraer – Assessoria de Imprensa – São José dos Campos/SP

Publicidade