Receita da Gol decola e empresa lucra no 1º trimestre

123

A companhia aérea Gol, que estréia ainda este mês no mercado de capitais, teve lucro de R$ 68 milhões no primeiro trimestre deste ano, após praticamente dobrar sua receita, deixando para trás um prejuízo de R$ 12,8 milhões no mesmo período do ano passado.

O resultado ultrapassa também uma das suas principais concorrentes, a TAM, que no mesmo período, e com uma frota quatro vezes maior, lucrou R$ 17 milhões.

Em balanço enviado na quarta-feira à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e à Securities Exchange Commission (SEC), a caçula do setor aéreo brasileiro informou que a receita operacional líquida subiu de R$ 260,6 milhões no primeiro trimestre de 2003 para R$ 433 milhões de janeiro a março de 2004.

O Ebitdar (lucro antes de impostos, amortizações e arrendamento de aviões) subiu de R$ 74 milhões para R$ 178,4 milhões em um ano, enquanto as despesas financeiras líquidas saíram de um lucro de R$ 9,8 milhões para prejuízo de R$ 859 mil.

A empresa opera 22 aeronaves para 29 cidades brasileiras e fechou o primeiro trimestre do ano com 22,5% do mercado doméstico, depois de ter inaugurado o primeiro ano de suas atividades em 2001 com 4,7%.

“Nossa ênfase em controlar custos operacionais e gerenciar rendimentos nos proporciona flexibilidade para fixar nossas tarifas de forma a atingir um equilíbrio entre as taxas de ocupação e yield, que acreditamos nos proporcionar maior lucratividade”, afirmou a empresa em um relatório.

Única empresa no Brasil a operar no sistema de baixos custos e tarifas, as vendas da Gol pela Internet subiram de 50,3% de janeiro a março de 2003 para 70,8% no mesmo período de 2004. As horas de aproveitamento das aeronaves em vôo também subiram, de 12,8 para 13,5 horas por dia.

FONTE: Reuters Investor – Reuters Investor – São Paulo/SP

Publicidade