TAM é a nova representante da Bell Helicopter no Brasil

706

O presidente da TAM – Táxi Aéreo de Marília, Rui Thomaz de Aquino, anunciou ontem em Las Vegas, deserto de Nevada, nos Estados Unidos, que a TAM assumiu a representação exclusiva no Brasil da Bell Helicopter Textron. A fábrica norte-americana de helicópteros faz parte do grupo Textron Inc., colocado em 174º lugar entre as maiores corporações dos EUA, segundo a revista Fortune. O contrato de representação da Bell no Brasil foi cancelado em dezembro passado pela Líder Táxi Aéreo, de Belo Horizonte, sua representante por mais de 20 anos. No dia 3 deste mês de março, a companhia mineira anunciou que passaria a representar a Helibras, subsidiária brasileira da Eurocopter, maior concorrente da Bell, tanto em helicópteros civis como militares.

Segundo Rui Thomaz de Aquino, a representação da Bell é um movimento natural no estreitamento de relações entre a TAM e a Textron Inc. O grupo americano também controla a Cessna Citation Jets, fabricante de uma gama de jatos executivos que vai do pequeno CJ-1 ao Citation X, de longo curso, que é o avião civil mais veloz do mundo. A Textron também controla a Cessna Monomotores, fabricante dos pequenos Cessna 172 e 182 e do turboélice Caravan. As duas linhas são representadas no País pela TAM.

Rui de Aquino estima que a representação da Bell habilitará a TAM a comercializar 15 dos 40 a 50 helicópteros vendidos por ano no Brasil. “Já acionamos uma empresa de head hunters para selecionar as oito pessoas que formarão a equipe de vendas no início da operação”, diz Rui de Aquino. Ele destaca dois dos modelos oferecidos pela Bell como importantes trunfos comerciais: “o AB-139, que com seus 800 km de autonomia pode operar sem restrições nas missões off-shore às plataformas de petróleo da costa, e o bi-turbina 427 equipado para o vôo por instrumentos. Ambos são aparelhos avançados e nos fornecem bons argumentos de vendas”, diz.

FONTE: Gazeta Mercantil – Fernando Valduga – Porto Alegre/RS

Publicidade