TAP adquire Airbus A330 e A350

161

A TAP, uma empresa que só opera aviões da Airbus, anunciou a decisão de adquirir 10 A350 e 7 A330-200 para modernizar e reforçar sua frota para linhas longas. A decisão da TAP confirma as vendas totais do Airbus A350 de 143 unidades para 10 clientes.

A TAP começará a receber os novos A330-200 em 2007, em resposta à crescente demanda nas suas rotas para a América do Sul, África e América do Norte. Os A330 e A350 terão um confortável interior com duas classes, e os A330-200 terão 268 lugares.

“Esta encomenda dos Airbus A330 e A350 é um passo natural para nossa empresa e ajudará a aumentar nosso sucesso, oferecendo extraordinário conforto aos passageiros. A TAP toma decisões na frente do mercado, investindo na tecnologia mais avançada e em eficiência operacional, e esta decisão não é uma exceção”, disse Fernando Pinto presidente da TAP.

“Estamos contentes com a escolha desse nosso importante cliente, a TAP” disse Gustav Humbert presidente e principal executivo da Airbus. “O avançado A350 vai acrescentar valor à frota A330/A340 da TAP. Essa empresa vai poder integrar os novos aviões à sua frota Airbus com facilidade, oferecendo conforto inigualável aos passageiros”.

A TAP, ao operar os A330 e A350, otimiza custos relacionados às operações, manutenção e treinamento. Ambos os aviões contam com o efeito família da Airbus, em especial em relação à certificação de tipo dos pilotos, permitindo que os pilotos voem ambos os aviões sem treinamento adicional. O A350 complementa os aviões da Família A320 da TAP devido à padronização operacional entre todos os modelos com controles de vôo eletrônicos (“fly by wire”) da Airbus.

Os Airbus A350 e A330 são os melhores de sua categoria. O A330-200 tem os mais baixos custos operacionais com a cabine de passageiros mais espaçosa de sua classe, enquanto o A350 transporta mais 30 passageiros e tem custos 8% mais baixos por assento e alcance 550 km mais longo que seu concorrente. Utilizando materiais mais leves em 60% de sua estrutura e turbinas de nova geração, o A350 oferece menor consumo de combustível, num momento de alta deste insumo.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade