United Airlines mudará setor de operações para o centro de Chicago

95

A decisão foi tomada depois da análise de diversos locais, nos subúrbios e no centro de Chicago. Além de oferecer um bom aspecto em termos de custo-eficiência, a Willis Tower foi escolhida por apresentar os melhores recursos em termos de condições de trabalho, tecnologia e outras exigências.

O presidente do Conselho e CEO da United, Glenn Tilton, comentou: “A United e Chicago estão fortemente ligados e esta decisão aprofunda nosso compromisso com a cidade e a região. A Willis Tower é um prédio de classe mundial, que oferece um ambiente de trabalho muito superior para nosso pessoal e a flexibilidade para adaptar-se às muitas mudanças inerentes ao nosso setor da economia”.

O prefeito de Chicago, Richard Daley, afirmou: “acreditamos que Chicago seja o lugar ideal para se dirigir uma empresa, já que nossa cidade oferece enormes poderio e recursos econômicos, aliados a uma inigualável qualidade de vida. Em meio a este período difícil, a United se muda, em um espetáculo de confiança em Chicago no futuro de sua economia. Trata-se de um momento muito positivo para nossa cidade”.

A United e a Prefeitura de Chicago chegaram a um acordo sobre um programa de incentivos, economicamente viável, que faz sentido econômico para a United e torna a cidade competitiva com outros locais. O pacote, que inclui incentivos fiscais, créditos e programas de treinamento profissional, servirá como compensação para as despesas de capital e de construção de instalações a serem feitas pela United.

Mais detalhes sobre o pacote de incentivos serão divulgados depois de sua avaliação pela Comissão de Desenvolvimento Comunitário de Chicago, pela Câmara de Vereadores da cidade e pelo Conselho de Direção da United. A mudança deverá começar no segundo semestre de 2010.

As instalações da United em Elk Grove foram construídas em 1961 e, atualmente, só dois terços do espaço disponível são utilizados. As despesas de modernização da infraestrutura do centro de operações exigiriam despesas a longo prazo de entre US$ 50 milhões e US$ 90 milhões, o que tornou economicamente inviável a permanência no local.

O vice-presidente executivo e principal executivo administrativo (CAO) da United, Pete McDonald, agradeceu o empenho da Prefeitura, dos proprietários do prédio e de seus agentes, “uma parceria com a qual efetuamos em conjunto esta importante mudança”. McDonald destacou a facilidade de acesso ao transporte público e a proximidade de centros de lazer, além do eficiente sistema de segurança do prédio e sua capacidade para funcionar 24 horas por dia e sete dias por semana.

Outra vantagem da escolha da Willis Towers é trazer o centro operacional para as proximidades do centro administrativo mundial da United, no número 77 da West WEacker Drive, onde trabalham cerca de 650 funcionários.

FONTE: Aviaçao Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP