VEM recebe equipamento ATEC 6000

340

A VEM-VARIG Engenharia e Manutenção acaba de dar mais um passo para se firmar como empresa líder no mercado de manutenção de aeronaves, também chamado de MRO (Maintenance, Repair & Overhaul), ao adquirir e instalar a Estação de Testes Automáticos Computadorizados “ATEC- 6000”, fabricado pela EADS Test and Services. Esse equipamento capacita a VEM a realizar testes e reparos em componentes eletrônicos conhecidos por “aviônicos” no jargão aeronáutico, das aeronaves como o Boeing B737-700/800/900 e B777-200/300, além da frota Airbus A320, A330 e A340 e aeronaves militares, todos de última geração.

A Estação tem incorporada a mais moderna tecnologia no setor e está pronta para entrar em funcionamento no complexo de Oficinas de Aviônicos da VEM em Porto Alegre – o maior e mais completo da América Latina, e o primeiro aviônico deverá ser testado e reparado com a ajuda do ATEC-6000, exatamente amanhã, durante evento de inauguração do equipamento.

Já detentora de inúmeras tecnologias aeronáuticas de ponta, a VEM adquiriu o ATEC-6000 com dez principais adaptadores e softwares (TPS), que possibilitarão testes e reparos em componentes aeronáuticos como o “Flight Management Computer” e o “Cabin Pressure Control” dentre outros importantes aviônicos. Esse tipo de Estação permite constante desenvolvimento da capacidade de testes e reparos, sendo que duas etapas de ampliação já estão previstas: em março próximo chegam os adaptadores e softwares dos componentes fabricados pela Honeywell (maior fabricante de aviônicos do mundo) – de quem a VEM já é Centro Autorizado de Reparos e, no segundo semestre de 2005, novos TPS, que permitirão serviços em aeronaves militares, incluindo a possibilidade de suporte às novas aeronaves Orion P3 e C295 recém adquiridas pela Força Aérea Brasileira, tornando a VEM ainda mais estratégica para a soberania do País.

Ao término do projeto, a VEM terá investido cerca de US$ 3,0 milhões na aquisição dessa tecnologia e um de seus principais objetivos é de, em conjunto com sua parceira Honeywell, proporcionar serviços de alta tecnologia a operadores brasileiros e da América Latina. Aproximadamente 15% da receita da VEM é relativa aos serviços de teste, reparo e revisão geral de componentes e a empresa espera que, através do ATEC-6000 e conseqüente incremento de sua “Capability List”, esse percentual cresça sensivelmente.

Confirmando sua estratégia de oferecer soluções customizadas em manutenção aeronáutica, os clientes da VEM serão beneficiados, já que mais aviônicos de suas aeronaves poderão ser reparados sem precisar deixar o País, incluindo aqueles instalados nas aeronaves que passam por revisão geral nos Centros de Manutenção da VEM (“one-stop shop”). Para a VARIG, cujo contrato de manutenção é do tipo “Total Care”, e para outros operadores brasileiros, a vantagem é ainda maior. A manutenção feita localmente reduz substancialmente os custos e o tempo de reparo (“TAT”), quando comparado ao envio dos componentes para o exterior. Dessa forma, também reduz o capital investido em componentes sobressalentes de giro (“rotables”). A compra local desse tipo de serviço proporcionará redução na conta de importações do País, mantendo empregos de alto nível técnico no Brasil.

O projeto está sendo desenvolvido há cerca de um ano e o contrato de aquisição prevê não só a transferência de tecnologia, mas a montagem do equipamento e treinamento técnico. Um grupo de engenheiros e técnicos da VEM recebeu treinamento inicial nas instalações da EADS, em Toulouse, França, durante 30 dias e o complemento está sendo realizado durante a própria montagem do equipamento na empresa. Engenheiros da EADS acompanharam a montagem e teste da estação, em Porto Alegre.

A VEM é homologada pelos principais órgãos aeronáuticos certificadores, dentre eles a FAA, dos Estados Unidos e a EASA, da União Européia, e se posiciona entre as 10 maiores empresas de MRO do mundo. Adquirindo novas tecnologias, a empresa não só confirma sua trajetória de crescimento, mas, também, contribui para o crescimento e desenvolvimento do País.

FONTE: Aviação Brasil / VEM – Assessoria de Imprensa – Rio de Janeiro/RJ

Publicidade