Varig comenta certificação dada pela ANAC

192

O presidente do Conselho de Administração da VARIGLOG, Marco Antonio Audi, comemorou a liberação pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) da portaria de funcionamento jurídico para a Nova VARIG, que é o primeiro passo para a empresa obter o CHETA (Certificado de Homologação de Empresa de Transporte Aéreo) e a concessão de empresa de serviços de transporte aéreo.

Conforme a portaria, publicada hoje (26.09) no Diário Oficial da União, a VRG Linhas Aéreas S.A, com sede social no Estado do Rio de Janeiro, está autorizada a funcionar como empresa de serviços de transporte aéreo regular de passageiros, carga e mala postal.

Segundo Audi, a empresa entrará com pedido de registro na Junta Comercial, assim que receber a ata da decisão da ANAC. “Agora – disse Audi – espero a liberação, em curto prazo, do CHETA e da concessão de operação de linhas para a nova VARIG poder decolar de fato, ampliando os serviços e passando a voar para mais cidades no Brasil e no exterior”. Além das 15 aeronaves que hoje compõem sua frota, a VARIG já negociou mais 14 aviões com empresas de leasing e está em entendimentos para a compra de 50 aviões da Embraer.

A retomada da VARIG já trouxe de volta a competição para o mercado. Na ponte aérea, as tarifas caíram mais de 50% em apenas um mês, depois que a VARIG começou a fazer várias promoções. “Hoje, é possível voar o trecho Rio-São Paulo a partir de R$ 109,00, com um serviço de bordo de qualidade, com sanduíches frios e quentes”, lembra Audi. “Se não fosse pela volta da VARIG, que já está fazendo 36 freqüências diárias na Ponte, as concorrentes não iriam reduzir suas tarifas”, reforça o executivo. A VARIG também reduziu em até 52,5% as tarifas para cinco destinos nacionais e dois internacionais. O maior desconto é no trecho Manaus/Caracas (52,5%).

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP