Varig e TAM estréiam “corujões” para disputar espaço da Gol

182

A TAM e a Varig estreiaram ontem a operação de vôos noturnos, chamados de corujões. Com esta iniciativa, as duas maiores companhias aéreas do país passam a disputar espaço com a Gol, que foi a primeira a testar a operação dos corujões, em caráter temporário, em dezembro passado.

Graças ao sucesso dos corujões –que têm tarifas menores que dos vôos diurnos–, as linhas noturnas ganharam autorização para serem operadas por tempo indeterminado, ou seja, sem prazo para acabar.
Além da Gol, o DAC (Departamento de Aviação Civil) também autorizou a Varig e a TAM a operar os corujões.

Para tirar a vantagem da Gol, que retomou a operação dos corujões no último dia 5, a Varig e a TAM ofereceram, num primeiro momento, bilhetes mais baratos que os cobrados pela concorrente.

No entanto, a Gol entrou na disputa e reduziu os preços dos bilhetes que eram menores na Varig e na TAM.

Exemplo da guerra tarifária é a ligação São Paulo-Porto Alegre, que custará a partir de R$ 119 tanto na Varig como na TAM. Na Gol, o mesmo bilhete era vendido a partir de R$ 129, caiu para R$ 112.

As tabelas de preços da Varig e da TAM mostram que as duas empresas oferecem os mesmos preços para os mesmos trechos dos vôos noturnos.

Para os analistas do mercado, a tarifa casada tem o objetivo de conter o avanço da Gol –criada em 2001–, que já é a terceira maior empresa aérea do país.

Em fevereiro, a Gol se manteve no terceiro lugar do ranking doméstico, com 24,32%. Com este percentual, a Gol está mais próxima da TAM (31,39%) e Varig (29,82) –as primeira e segunda colocadas do ranking– do que da Vasp, a quarta empresa do setor, que deteve 12,51% do mercado aéreo doméstico.

Apesar das tabelas de preços oferecerem preços vantajosos, o consumidor precisa ficar atento às regras das promoções.

Na maioria dos casos, os preços promocionais só valem para um número reduzido de assentos do vôo.

Ou seja, haverá lugares no mesmo avião que custarão o dobro ou o triplo do bilhete promocional do vôo noturno.

Quem quiser pagar mais barato para voar, terá de fazer a reserva com antecedência para tentar encontrar tarifas promocionais. Como o valor da tarifa varia de acordo com a demanda, é quase impossível encontrar preços menores nas vésperas de feriado.

FONTE: Folha Online – Fernando Valduga – Porto Alegre/RS

Publicidade