A Delta Airlines transportou de janeiro a setembro de 2017 um total de 539.957 passageiros entre o Brasil – Estados Unidos – Brasil. Foram 275.667 passageiros embarcados no Brasil, sendo que 207.123 em São Paulo (75,14%) e 68.544 no Rio de Janeiro (24,86%), em sua única rota para Atlanta. De São Paulo foram embarcados 74.395 passageiros para Atlanta, 55.382 para New York, 54.354 para Orlando e 22.992 para Detroit.

A Delta Airlines iniciou operações em 1928 como Delta Air Services. Em 1930 a empresa foi vendida e o nome alterado para Delta Air Corporation. No final dos anos 30 utilizava os Douglas DC-3 e em 1945 adotou o nome atual de Delta Airlines. Em 1953 realizou sua primeira rota internacional para o Caribe e Caracas. A era dos jatos começou em 1959 com a chegada dos Douglas DC-8 e em 1960 do Convair 880. Em 1965 chegou o Douglas DC-9. Em 1970 a empresa passou a utilizar o Boeing 747-100 e em 1972 o Douglas DC-10. Em 1977 os Lockheed Tristar substituíram os DC-10 e Boeing 747. Em 78 a empresa passou a atender Londres e Frankfurt.

Em 1991 a Delta adquiriu as rotas e aeronaves da Panam. No primeiro semestre de 1997 a Delta Airlines iniciou suas operações no Brasil, servindo com o Boeing 767-300ER, as cidades do Rio de Janeiro e São Paulo.

Em 2000 a Delta Airlines passou a utilizar o McDonnell Douglas MD-11 na rota Atlanta – São Paulo – Rio de Janeiro. Neste ano passou a atender também as cidades de Bogotá, Buenos Aires e Santiago e lançou a SkyTeam junto com a AeroMexico, Air France e Korean Air. Em dezembro de 2001 passou a operar a rota de São Paulo novamente com Boeing 767-300ER. Devido os atentados de 11 de setembro, a companhia suspendeu os voos para o Rio de Janeiro e Buenos Aires, devido os altos custos. Em janeiro de 2004 entrou com pedido no DOT para operar no mês de dezembro a rota Atlanta – Buenos Aires. Em dezembro de 2004 passou a realizar dois voos diários entre Atlanta e São Paulo. Em 31 de julho comprou a rota Londres – New York da United Airlines.

Em 8 de fevereiro de 2007, num contrato de US$ 1,1 bilhão de dólares, a Delta Airlines adquiriu 30 unidades do jato Bombardier CRJ 900 com opções para outras 30 unidades do modelo. Em 29 de outubro de 2007 iniciou sua fusão com a Northwest Airlines.

Em 2009 iniciou o voo São Paulo – Los Angeles com três frequências semanais, suspenso em 2010, e no final daquele ano inaugurou voo para Brasília, Fortaleza, Manaus e Recife, além do trecho São Paulo – Detroit. Em 2015 deixou de voar para Fortaleza e Recife. Em 2016 deixou de operar em Brasília e Manaus.

Foi eleita por clientes ao redor de todo o mundo na posição 35ª do Skytrax World Airline Awards 2016, que é “o Oscar da indústria da aviação”. São os prêmios de qualidade mais cobiçados para a indústria aérea mundial, e um referencia global de excelência aérea. É uma “3 Star Arline Skytrax”.

Recebeu em julho de 2017 seu primeiro Airbus A350-941, que está operando na rota de Detroit para Tóquio. “A Delta está investindo bilhões de dólares em suas aeronaves e instalações aeroportuárias para fornecer melhores produtos e serviços aos nossos clientes mais importantes. A aeronave A350 está entre esses investimentos, e este voo de Narita para Detroit é a primeira rota que a Delta implementou para as aeronaves mais recentes”, disse Masaru Morimoto, vice-presidente da Delta para a região do Japão, Micronésia e Filipinas. “Aproveite o seu voo e os nossos produtos mais recentes, como o Delta One Suite e o Delta Premium Select”.

Companhia Integrante da Aliança SkyTeam

Veja abaixo as empresas integrantes.
Aeroflot, Aerolíneas Argentinas, Aeroméxico, Air Europa, Air France, Alitalia, China Airlines, China Eastern, China Southern, Czech Airlines, Delta Air Lines, Garuda Indonesia, Kenya Airways, KLM Royal Dutch Airlines, Korean Air, Middle East Airlines, Saudia, TAROM, Vietnam Airlines e Xiamen Airlines.

Voos em Operação de e para o Brasil

A Delta Air Lines está adicionando 10 aeronaves Airbus 330-900neo à sua frota em um acordo com a Airbus e a Rolls-Royce, ampliando o seu pedido de 25 para 35 jatos de fuselagem larga de última geração. A soma das aeronaves já está computadada na planilha do Portal Aviação Brasil! A primeira entrega das modernas aeronaves, que oferecem tecnologia avançada de motor e baixo consumo de combustível, deve ocorrer no ano que vem.

A Delta será a primeira companhia aérea dos Estados Unidos a operar a próxima geração da aeronave A330-900neo, que oferece aos clientes design moderno e tecnologia inovadora. Esta será a primeira aeronave da Delta com todas as cabines – Delta One, Delta Premium Select, Delta Comfort+ e Cabine Principal. Será também a primeira aeronave da empresa a fornecer almofadas de espuma de memória em toda a aeronave para garantir horas de conforto e a primeira aeronave de fuselagem larga da Delta com o novo sistema de entretenimento wireless em voo em todos os assentos.

Simultaneamente, a Delta fez um acordo com a Airbus para reduzir a compra no curto prazo de 15 para 25 aeronaves A350-900. As outras 10 aeronaves A350 encomendadas anteriormente foram adiadas para 2025-2026 com certa flexibilidade, incluindo a opção de trocar para aeronaves A330-900s.

A Delta opera atualmente 11 aeronaves A350-900 e deve receber duas aeronaves A350 em 2019 e duas em 2020. Além disso, a Delta planeja aposentar o Boeing 767-300ER mais antigo nos próximos anos, quando a aeronave atingir o fim do seu ciclo de vida útil.

Frota da Empresa